Facebook do Piratacast Twitter da Equipe Piratacast TV do Bau Piratacast, Diário de Bordo e Papo Pirata Feed do Site Feed do Podcast Assine no Itunes Entre em Contato

Papo Pirata 42

30 / out / 2012
Papagaio Pablito


Chegamos no fim de outubro, o mês das crianças, e para trazer o feedback desse mês “família” no Baú Pirata reuniram-se novamente Jabour_rio (@jabour_rio), Iskilo (@iskilo666), Junior (@junior_cqe Cleverson (@cleverson) comentando sobre o que rolou nos comentários do Piratacast 42 – Vamos ter um filho! Diário de Bordo 21 – A genesis do inferno é o Batman de juiz em loopE não esqueçam do cupom de frete grátis para os tablets que comentamos anteriormente (e comentamos aqui, de novo)!

LINKS RELACIONADOS

– Cleverson no Uarévaa sobre Sons of Anarchy
– Junior no Podtrash 109 – Vingador Tóxico
Debate no YouPix Rio – vote na palestra ”Podcast além da internet”
ARG com informações coletadas no seu perfil do Facebook
– Visite a Loja Virtual dos Tablets da Genesis – Evertek e insira o código “piratacast” em sua compra, para ter o Frete Grátis!

Leia o regulamento da promoção

 

MURAL DOS PIRATAS
Papo Pirata é a forma que encontramos para interagir com os ouvintes do Piratacast e do Diário de Bordo. Nele, discutimos a repercussão dos últimos episódios, lendo os e-mails e comentários sobre os podcasts anteriores, além dos erros de gravação desse e dos podcasts passados. Comente nos nossos podcasts ou envie um e-mail para o piratacast@piratacast.com e ajude-nos a fazer a pauta do próximo Papo Pirata!

EDIÇÃO e TRILHA SONORA: Junior (@junior_cq)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Opções de Download

Quer ter todos os artigos do Baú Pirata e/ou os Podcasts
de forma automática direto no seu computador? Assine nossos feeds!

Categoria(s): Papo Pirata

15 marujos comentaram até agora...

  1. Ednaldo disse:

    Muito bom galera, vou me divertir com mais um ótimo Cast, tenho certeza. Valeu.

  2. aLx disse:

    Bom dia, Flibusteiros!
    .
    Vocês me fizeram pensar nesse lance de entrar no banho com as crianças…
    .
    Depois que passamos a fazer isso, nunca mais fizeram cocô no banho. E olha que o Alezinho várias vezes dormiu durante o banho.
    .
    O nome do meu filho é ALESSANDRO, mas não é nem Filho, nem Jr., nem SEGUNDO ou etc. Qualquer hora explico.
    .
    O lance da pomada anti-assadura, parece que tem sim uma receita caseira feita com maizena, mas confesso que nunca fiz isso.
    .
    Olha que engraçado. Tanto o Alezinho como a Ana Júlia me chamam só de “papai”. Mas os dois chamam minha esposa só pelo nome.
    .
    .
    .
    O lance da Droga do Dredd é o seguinte, o cara percebe o mundo em 100 vezes mais lento mas o viciado não se acelera com supervelocidade por isso!
    .
    Do jeito que o Jr. interpretou, parecia que o drogrado ficava como o Homem Aranha no primeiro filme, quando ele vê o soco vindo em seu rumo lentamente e pode reagir a tempo.
    .
    Não é isso o que acontece. Ele percebe o mundo mais lentamente MAS não consegue reagir mais rapidamente ao que acontece ao seu redor.
    .
    Valeu pela excelente leitura. Foi uma das melhores leituras de feedback que já ouvi!
    .
    Abraços.
    .
    aLx

    • Caramba, Alx, escreve um livro com dicas. Quando eu tiver um filho, vou comprar, pode ter certeza! 🙂

    • Junior disse:

      Então como não vi o filme fica dificil de compreender ainda mais sendo o Cléverson, agora só vou escrever com acento esse nome hehehe, que explicou o filme, meu pensamento é assim se vc consegue acelerar como vê o que ocorre a sua volta vai poder agir ou reagir de uma forma mais rápida no caso do filme como ele não altera a velocidade da pessoa ele vai poder agir/reagir no máximo da sua velocidade. Na minha cabeça funcionaria assim um reflexo é uma resposta não consciente, se vc tirar o pé de cima de um prego você não pensa putz pisei em um prego e tenho que tirar o pé você apenas tira o pé, se você consegue ver as coisas mais lentamente e o seu tempo de reação pareceria que estaria usando reflexo mas na verdade estaria pensando no que está fazendo, mas posso estar completamente errado e viajando completamente.

  3. Diogo Lopes Bastos disse:

    Ótimo feedback, uma coisa que seria legal de comentar no próximo Diário de Bordo seria a compra da Lucasfilm pela Disney e o anuncio do sétimo filme da franquia Star Wars.

  4. Olá piratas, tudo bom?

    Muito boa a leitura de feedback! É muito bom este formato! E valeu mesmo pelo prêmio do Netflix! Mega contente!!!

    Abraços!!

  5. Lancelost disse:

    Sem querer ser chato, mas sendo um pouco:

    So para esclarecer um “equívoco”. O nome do Cléverson, deveria se escrever com acento, pois trata-se da regra mais básica de acentuação do portugues, “TODA palavra proparoxítona é acentuada”. Então, se o nome dele não é com acento, significa que a fonética dele é na verdade “CleVERson”.

    Isso muito provavelmente se deu por um erro de digitação, o cara esqueceu ou não sabia que tinha que por o acento, e nessas horas os pais dificilmente prestam atenção nesses detalhes bestas.
    No meu caso, por exemplo, eu e meu irmão temos o sobrenome Nóbrega, proparoxítona, portanto, acentuada. Acontece que a minha certidão de nascimento tem o acento, e a dele não. Então, a fonética “correta” do sobrenome dele seria NoBREga.

    Inclusive, é interessante que, se voce testar estes nomes em qualquer sistema de computador, eles irão ler exatamente como falei. A minha tia, também Nóbrega, quando coloquei na minha agenda, coloquei sem acento, dai o iphone, enquanto eu testava o controle por voz, chamava ela de NoBREga, e só quando coloquei o acento ele chamou correto.

    Fiz esse comentário mais de zueira com o CleVERson porque vi que ele se incomoda um pouquin com colocarem acento no nome dele, quando o correto no documento dele é sem. Bom, então Cléverson, quando alguem colocar o acento em seu nome, agradeça, pois estas pessoas estão corrigindo o erro de portugues do carinha do cartório =]

    #FicaDica

  6. Lancelost disse:

    Ah, Não lembro se dei os parabens ao Iskilo no episodio que deveria, aqui fica meus parabens!

    Eu e minha esposa somos doidos para ter nossos filhos (3 pestinhas), mas estamos terminando de resolver os problemas financeiros para abrir a fábrica.

    Curta bastante, sem dúvidas será uma grande mudança, para melhor, nas suas vidas.

  7. Herege disse:

    Olá Bucaneiros,
    conheci aqui pelo Uarévaaaa e já baixei alguns podcasts. Sei que estou puxando assunto atrasado, mas como sou ateu tenho que comentar seu podcast sobre religião… um de vocês confundiram ateísmo (não acreditar em divindades) com niilismo (não acreditar em nada). Também falaram que pq os ateus falam de deus isso prova deus? Sério mesmo? Então quando uma criança fala do superman isso prova superman? Papai Noel? Fadas? Recomendo que leiam um artigo na wikipédia que se chama “falácias”, pq além dessa vcs usaram a falácia do ônus da prova. Não foram os ateus que inventaram um deus(es) pra cobrar impostos de vcs pra construirem templos e doutrinarem crianças. Quando forem fazer o podcast de ateísmo chamem alguém da Tropa dos Lanternas Verdes, eles tem bons nerds ateus no youtube. Abração.

    • Junior disse:

      Então Herege o niilismo pode até ser aplicado a religião, mas ele não significa o não acreditar e sim uma quebra de paradigmas com a desconstrução de ideias tidas como certas e verdadeiras.
      Essa corrente filosófica deu foi adotada pelo anarquismo e o socialismo para desconstrução do Estado para a criação de novos caminhos sem a promoção de valores sociais predefinidos, então por principio filosófico o niilismo não acredita nem na religião nem no ateísmo por ambos terem construções ideológicas predefinidas.
      Como na nossa pesquisa percebemos que a maioria do as definições se resumia ateísmo forte e ateísmo fraco utilizamos essa definição como padrão para o desenvolvimento do assunto.
      Quando eu falei que ato do ateu NEGAR a existência de deus prova que em primeiro momento que ele existe foi apenas um jogo de palavras, sim foi uma falácia, mas se você ouviu bem o cast eu deixei bem claro que acreditar é pessoal que para uns a prova é inexistente para outros a prova é cabal e, cabe-nos apenas debate para que cada um ache a sua verdade e o respeito pela decisão do outro.

      Dica anotada e pode deixar que não esquecemos o tema e voltaremos a ele assim em breve ou não hehehe.

    • .
      A sua falta de fé nunca me fará abandonar o meu DEUS!
      .
      .

  8. Ian R disse:

    A questão não era ter péitinhos. E sim que eu passava mais tempo com meu sobrinho que minha irmã.
    Banho, troca de frauda, colocar para dormir, etc


    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .