Facebook do Piratacast Twitter da Equipe Piratacast TV do Bau Piratacast, Diário de Bordo e Papo Pirata Feed do Site Feed do Podcast Assine no Itunes Entre em Contato

Piratacast 30 – O Manual do Serrote

11 / out / 2011
Papagaio Pablito


Jabour_rio (@jabour_rio), Iskilo (@iskilo666) e Junior (@Junior_cq) trazem, mais uma vez, PH Santos (@phsantos) do Pauta Livre News e FatFr0g (@fatfr0g) do Pó de Cash para trocar idéias sobre aquela malandragem moleque, pé descalço, “bem intencionada”.

Nesse programa você vai descobrir a diferença da serrotagem, da malandragem ”padrão” e do calote, além de diversos exemplos para você aplicar nos outros diferenciar direito um do outro.

LINKS RELACIONADOS: [Em breve... Ou não!]

- Iradex

Opine ou conte-nos alguma experiência pessoal relacionada ao tema no espaço de comentários abaixo ou envie um e-mail para o piratacast@piratacast.com que comentaremos no próximo PAPO PIRATA, o nosso podcast de feedback da galera.

EDIÇÃO e TRILHA SONORA:
Jabour_rio (@jabour_rio)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Piratacast 30 – O Manual do Serrote
Download MP3 64k
Download ZIP 128k

Quer ter todos os artigos do Baú Pirata e/ou os Podcasts
de forma automática direto no seu computador? Assine nossos feeds!

Categoria(s): Piratacast

44 marujos comentaram até agora...

  1. ph santos disse:

    Gostei dos links relacionados. Rs!

  2. PH é garantia de sucesso… eu que o diga, rsrs

  3. Danilo Luiz disse:

    Demorei, mas terminei de ouvir. Achei um programa hilário, fazia tempo que não ria assim. Realmente o PH Santos é muito engraçado. Acho que vou até conhecer mais do Pauta Livre só para ouví-lo. De qualquer jeito tem mais do PH Santos lá no Rapadura que também falta eu ouvir.

    O problema é que quanto mais podcasts ouço, menos comento rsrs. Atualmente estou numa maratona Papo de Gordo e Café Brasil. Tenho ouvido na média uns 100 podcasts por mês. Tudo que sai de novo do Rapaduracast, Radiofobia, Na Calçada, Papo de Gordo, Café Brasil, WeRGeeks, Nerdcast, Papo na Estante e claro Piratacast, Papo Pirata e Diário de Bordo vou ouvindo. Os antigos depende do tema.

    Viva à podosfera brasileira :-)

    Ok, meus comentários fogem totalmente do assunto do cast. Só queria dizer que todos vocês contribuem para que as pessoas fiquem mais animadas em seu ambiente de trabalho.

    Parabéns a todos!

  4. Juliana Moreli disse:

    Olá Pirataiada!!!!

    Mais um programa ótimo!!! E como serrote que sou, ouvi no trabalho fazendo cara de concentração e preocupação(segurando as risadas tb)rsrsrs

    Adorei o rompante do PH contra vendedor de açaí…são uns sacanas mesmo…tem um perto do trabalho que diz que vende açaí mas vende raspadinha de açai, só tem gelo naquela biroska…

    Minha história de serrote é a seguinte:

    Toda vez que eu empresto um livro eu saio do lugar em comum que eu tenho com a pessoa que emprestei. Isso já me aconteceu umas 4 vezes, vou falar de duas só. Uma vez foi no trabalho, emprestei meu exemplar de A menina que roubava livros pra uma colega, dai uma semana fui demitida, a empresa faliu, não vi mais a menina nem meu livro. O segundo foi na facul, sexto semestre, emprestei um livro na ultima semana de aula, sai em férias, dai faltando uma semana pra fechar julho a facul cancela meu curso na minha unidade…mudei de facul e minha amiga ficou com meu exemplar de Um convite para um homicídio…pior q era de coleção…já marquei de ir na casa dela e tals…até perdi a festa de niver do filho dela…é a praga do serrote…ela é maior do que a força da amizade…

    Foda é quando devolvem zuado, emprestei um livro uma vez q tinha me custado 90 reais pra um amigo…capa dura, daquelas que vem com uma segunda capa e tals, do harry potter, o livro voltou detonado…emprestei mais alguns livros dessa minha coleção da Agatha Christie, me devolveram só alguns…

    Cheguei a conclusão de que não se pode emprestar as coisas…só da dor de cabeça e stress….

    Bjus

  5. Marina disse:

    Oi gente! Primeira vez que comento porque comecei a ouvir podcasts essa semana, e não queria comentar assuntos passados.
    Nunca ouvi a expressão “SERROTAR”. Sou perdida ou no interior de SP ninguém conhece também? E como eu nunca soube disso, eu tenho uma “amiga” que é serrote mas não no sentido material, como pedir coisas emprestadas e tal. Mas serrote no sentido de cortar o barato das pessoas, de ser mandante, de não respeitar mesmo o espaço dos outros e dominar a situação. Isso vale? Ela é gente boa e tal, engraçada, bem humorada, mas tem um pequeno problema quando envolve trabalho em equipe, já que a opinião dela está sempre certa. Só que ela se impõe de um jeito que intimida as pessoas, e ninguém nem consegue chegar e falar “calma aí, a vida não é bem assim não!”, e aí que ela sempre sai de malandrona e boazona da parada…..isso seria serrote também?
    Pelo que eu ouvi de vocês, eu chamaria serrote de malandro mesmo! haha…
    Vão me ver sempre comentando aqui… Beijos!!!!!

  6. Bruski disse:

    Opa, episódio novo.
    Sincronizado no celular, ouvirei amanhã de manhã e darei o retorno.
    Mas falando sobre os outros programas, o piratacast está muito bom, paraben galera.

    Ps: Quando precisarem de um fã para gravar, uma pessoa nova, podem me chamar, estou disponível, aquele abraço.

  7. Bruski disse:

    Ola pessoal, voltei para dar o meu feedback.

    Bom eu nunca tinha ouvido falar da expressão serrotar, sou de Blumenau SC e por aqui essa expressão não é comum.
    PH Santos rouba a cena como sempre, com suas historias malucas e especialmente sua revolta como Açaí, mas você tem razão PH açaí eh uma merda ninguem merece comer aquilo, nego paga horrores na praia pra se achar surfistinha e comer aquela porcaria.
    No mais o senhores, o cast ta excelente como sempre, historias de serrotagem/picarategem excelentes.

    Parabens pelo otimo trabalho.

    Ps: Quando precisarem de alguem para gravar, um fã desocupado, podem me chamar, estou disponivel.

    Valeu

  8. Drigo Menezes disse:

    Ouvindo o podcast descobri que a minha família é uma marcenaria. Tenho dois primos que vivem pedindo pra “tirar” coisas no cartão pra eles porque estão com o nome sujo (dei uma gargalhada na van na hora em que ouvi isso). Já tive que comprar geladeira, microondas, máquina de lavar, Nextel, Celular, camisa oficial de time, roupa e presente pra criança e várias outras coisas. Mas como eles me pagam rigorosamente em dia, acho que não posso chamá-los de serrotes, no máximo serras tico-tico. Meus outros familiares criaram o hábito de me usar como banco, pagando coisas através da minha conta pela internet (o que às vezes é ótimo por me poupar idas ao caixa eletrônico pra fazer saques).
    Conheço uma pessoa que deu uma serrotada federal na época da faculdade. Ela baixou a monografia inteira da internet e apenas se deu o trabalho de formatar o arquivo dentro das normas da ABNT pra aumentar o número de páginas. Não satisfeita, ela pressionava o orientador pra corrigir a monografia. Muito cara de pau…

    PH é garantia de sucesso [2]. Desde já me voluntario pra tomar parte do grupo de extermínio de vendedores de Açaí!!!

    E sobre a verdadeira história da pizzada se o FatFrog precisar de testemunhas é só chamar. Pq eu tb sei da verdade, hahahahahahha…

    Mais uma vez vocês mandaram muito bem.

  9. Vocês só esqueceram de comentar sobre o Serrote Herba-Life.
    Aqui no meu trampo tem um cara que toma essa coisa, e claro que ele está SEMPRE com fome e sem dinheiro, afinal essa merda além de tudo é cara.

    Então sempre que compro qualquer Snack já vem correndo serrar.
    Teve até uma vez que falei: “Vou no mercado, quer que eu compre alguma coisa pra você”, falou que não. Feito, já que vou comer sozinho, peguei requeijão do mais caro, lombo defumado, pão integral. Cheguei fiz um lanche, peguei um café e voltei pra mesa, o malandro foi correndo comer. Daí ainda falei pra ele: “Eu comprei pra semana, se soubesse que queria eu teria pego dinheiro e comprado mais.”

    Agora só compro biscoito e deixo na gaveta…

    Bom galera, grande abraço, PH sempre engraçadíssimo.

  10. Breno Marques disse:

    Muito bom o episódio.
    Para mim serrar é um mau que tem que aguentar para sobreviver em sociedade. Sempre vai ter alguém querendo aproveitar de outra pessoa.

    phsantos sempre que participa de um podcast ele rouba a cena.

  11. Diogo Lopes Bastos disse:

    Fala piratas, tudo bem com vocês? Nunca tinha ouvido o termo serroto, conhecia mais pelo famoso malandro. Devo confessar que sou o tipo de pessoa que fica conversando próximo da churrasqueira, quando sai uma carne já vou em cima e garanto o meu. COIm relação ao Acaí, os supermercados são mais safados que os vendedores de rua, porque vendem potes dessa coisa com diferentes adicionais, mas nunca encontra um pote de puro açaí.

  12. Jorge Curti disse:

    Jorge Curti, 20, Ribeirão Preto.

    Eaí, povo do Piratacast!!!
    Cara, não sabia que existia esse termo “serrote”! Esse podcast me indicou todas as vezes em que fui serrote e as vezes em que fui serrotado!
    Falando em cola, tentei uma vez ser espertão com um colega meu. Consegui ficar de recuperação de Ecologia e na última prova, a professora estava longe e a sala era relativamente grande. Nunca havia colado na vida, era meio cdf, mas naquela prova eu tava boiando total. Então, sorrateiramente, tomei a liberdade de perguntar, bem baixinho, para o colega da frente a resposta de uma das questões. O colega, que estava pior do que eu, com o barco mais afundado ainda, não tinha nada a perder e resolveu me trolar. Ele deu um grito: “O QUE, CARA??? VC QUER A RESPOSTA DE QUAL???? ”
    Todo mundo olhou, inclusive a professora, que não acreditou que eu tinha pedido cola, porque eu era o aluno mais quietinho, nerd, cdf. aihaiuhaia
    Fiquei desesperado e fiz uma cara de “não entendo o que está acontecendo..”.. No final não deu em nada e eu consegui até ir mais ou menos e recuperar a matéria. Só sei que nunca mais colei e nunca mais passei cola.. Encontrei esse colega muito tempo depois e rimos juntos.. hiauhia Fui dar uma de serrote e me trollaram. Trauma da porra! ahaiuha

  13. Só pra esclarecer uma coisa, eu ODEIO açaí! Essa merda tem gosto de areia!

  14. Fala piratas,

    Rachei de rir com o cast. Olha, sendo paraense vou CONCORDAR com o Jabour. Não em o açaí ser ruim (no sudeste deve ser ruim pra cacete mesmo), mas não é energético como o povo do sudeste acha. hehehehe… aqui é tomar e dormir por no mínimo umas 3 horas.

    Porra, como já me deparei com serrote. A pessoa me pede $$ emprestado, vai na minha casa, me pertuba de manhã cedo pra “ajudar” com trabalho, liga pra “pegar carona” (aquelas caronas em que tu tem que desviar do teu caminho por uns 5 km)… pqp…

    Muito bom o cast, pessoal!!!

  15. Sedated disse:

    Opa pirataiada, depois de algum tempo sem comentar, voltei aqui hahaha. Não conhecia a expressão “serrote” e gostei muito da revolta do PH sobre vendedores de açaí, como moro no interior do RS, aqui não tem essas coisas e quando fui pra Floripa, pude experimentar o dito cujo e constatar que é algo sem graça e realmente só fica “bom” pois se coloca coisas boas dentro dele, até mudar o gosto do negócio.

    Ocast me fez lembrar de uma história de infância, não sei se foi um “golpe”, vou deixar pra vocês decidirem: na época, havia a febre do Pokémon e Tazos haviam sido lançados pela Elma Chips. Porém, eu havia ganhado de alguma forma (realmente não lembro como, acho que algum parente que viajava me deu) alguns Tazos da versão em espanhol da coleção, que provavelmente que eram distribuídos pro resto da américa do sul. O diferencial é que no Brasil tinham sido lançados apenas 50 Tazos diferentes, enquanto no resto do mundo haviam os devidos 150 representantes de cada bichinho do desenho. Ao notar essa diferença, resolvi vender meus “raríssimos” disquinhos para meus amiguinhos de sala de aula. Como já havia um mercado negro de Tazos estabelecido na escola, onde se vendia cada um pelo preço médio do salgadinho onde foi encontrado, os meus deveriam valer MUITO mais, certo? Foi assim que pensei e meus colegas maníacos pelo desenho (como qualquer criança da época), não viram nenhuma injustiça nisso e logo estavam pagando 5 reais por meus Tazos. Lembro que eram poucos, provavelmente não tinha uma dezena deles, mas vendi até o raríssimo Pikachu, em troca de R$10,00 e mais alguns Tazos da versão brasileira que eu ainda não tinha.

    Eu devia ter uns 10, 11 anos de idade e portanto estava RICO com meus 30 e poucos reais…

    Bateu até uma nostalgia em lembrar disso e uma certa tristeza em notar que meu lado empreendedor não é mais tão bom assim.

    Porém, já sofri um belo CALOTE, esse no segundo ano do ensino médio, junto com outros colegas. Um cara que parecia ser bem humilde e era querido por todos da turma, certo dia pediu pra fazerem uma “vaquinha” pra comprar remédios pra avó dele, mas disse que não era pra comentar com professores e só manter entre a turma pois tinha vergonha que a escola fizesse uma campanha ou que outros alunos começassem a falar dele. Então juntamos, se bem me lembro cerca de R$500,00 e demos para o cara, com a promessa que ele pagaria aos poucos para cada um. Dias depois ele não foi mais nas aulas e soubemos por sua prima, que estudava na mesma escola, porém em outro período que ele havia se mudado de cidade e nem avó viva tinha. Levamos um belo calote desses e bem perto do fim do ano, o que fez com que a vaquinha para a clássica viagem da turma fosse bastante reduzida e invariavelmente fomos pra um lugar 500 reais PIOR do que poderia ter sido…

  16. messsias disse:

    chegando novo aqui!
    comecei a ouvir neste episódio … e mijei de rir!
    caracs .. isso de serrote é uma das coisas que mais irrita .. vcs iam falando os casos e as técnicas e eu ia ficando cada vez mais puto, lembrando dos serrotes ao meu redor! … fiz um e-mail com anexo o texto e link pro podcast e mandei pros serrotes .. tentativa de um mundo melhor!
    sucesso pra vcs!

  17. Marcos Tasca, 33, Brasília disse:

    Parabéns Piratas,

    Muito bom o cast, infelizmente vivemos cercados de serroteiros. Mas fazer o que, o negócio é tentar evitá-los.

    Bom tenho que dizer que aprendi neste podcast o que significa serrote, se me perguntassem não teria a menor ideia do que dizer.

    Abraço.

  18. Salve, pirataiada.

    Cenário: escola. Hora do recreio. O vivente está por terminar o lanche de pão com mortadela e queijo que mamãe, caprichosamente, preparou.
    Então, na mordida final (aquela cujo sabor permanecerá pela próxima meia hora) eis que surge o serrote com sua frase maldita:

    “SERRINHAAAAAA!!!!!”

    PQP!!!! Morre, deabo!!!!

    Obrigado piratas, por me fazerem relembrar tão saudosa memória. ¬¬

    ;-D

    Abração.

  19. henrique disse:

    Salve o Açaí! õ/

    mas os vendedores ficam só colocando sucrilhos e no fim vc só come só ar e cereal ¬¬’

  20. Alessandro Valentim de Sousa disse:

    Bom episódio. Não sei se alguém chegou a mencionar anteriormente o que vou falar, pois não li os outros comentários. Você só esqueceram de falar sobre aquele pessoal que fica pedindo esmola nos ônibus. trabalhei quatro anos como cobrador e sei bem como eles atuam. já vi um mesmo cara ser portador de aids, ter câncer de pulmão, uma filha ser usaria de marca passo e continuar vivo para pedir esmola. O pior caso que eu vi aqui em Fortaleza é a de um velho que “trabalha” pedindo esmola no terminal rodoviário conhecido como Siqueira. Sendo que ele tem um vila de casa alugada. Outro fato interessante foi o dia em que uma pedinte veio trocar algumas moedas comigo, já que eu era cobrador e sempre precisei de moedas, ela apos terminar de trocar cerca de 10,00 R$ em moedas por uma cédula olhou para minha cara e meu deu mais 0,50 centavos e disse “Toma para você tomar um café”. Enfim recebi esmola de um esmoleu.

  21. Ednaldo disse:

    É foda, tem cara que serra na cara de pau mesmo. Por falar em serra, de certa forma as pessoas que pedem esmolas são serras. Vocês já ouviram falar no kit mendigo no Rio de Janeiro? Desculpe se vocês já comentaram isso no Podcast é que ainda não ouvi. Consiste em apetrechos como: mulambos/panos manchados de falso sangue, gazes, cadeira de rodas, que são vendidos em um camelô, tudo isso com o único intuíto de ganhar dinheiro das pessoas sem muito esforço, tem até crianças que devem ser alugadas para pedir dinheiro. Muita safadeza saber que você pode estar dando dinheiro para uma pessoa de má fé dessas.
    Abraços piratas!!!

  22. Caros Piratas,
    Esse de longe foi o melhor Piratacast de todos! Com certeza, ajudou muito as pessoas a identificarem os serrotes e a se proteger deles, e a partir de agora não confio mais em quem come halls verde…
    Um outro caso típico é o Serrote de mesa… é o funcionário recém contratado que ainda não tem uma mesa no escritório, o infeliz puxa uma cadeira e senta junto com você na sua mesa, essa semana dei um esporro em um estagiário aqui no escritório, o arquivo fica perto da minha mesa, o infeliz tirava as pastas do arquivo e as amontoava sobre minha mesa…
    Pedi gentilmente para o infeliz retirar as pastas que estavam me atrapalhando, depois do segundo pedido tive que soltar a bronca e mandar ele colocar as malditas pastas em outro lugar, nisso o outro estagiário já estava começando a colocar pastas na minha mesa também… tinha virado a festa do cabide…

    Um grande abraço para vocês! e continuem sempre melhorando!

  23. Willian, 14 disse:

    Ótimo episódio! Tenho de ser sincero, ri MUITO da história do açaí! HUAHUEUHAEUHAEUHEU

    Poxa, eu me identifiquei com o fator Halls. E eu gosto do verde, e sempre me pedem o verde! E nem gosto do azul. Mas acabo fazendo amizade com esse povo.

    Bem, eu não tenho mais o que falar mesmo, mas um grande abraço marujos!

  24. Freakytooms disse:

    Sobre histórias de serrote, eu tenho uma que envolve integrante do piratacast. O Sr. Iskilo666 serrou minha pilha recarregável e nunca mais a vi.
    Isto ocorreu no derradeiro ano de 2010.
    O Sr. 666 disse que iria me devolver a pilha e até hoje nada !!!!
    Isso é uma vergonha.
    POooorraaaa Iskilo !!! …. shuashuashuashua.

  25. Claudinei disse:

    Senhores, este foi o primeiro podcast de vocês que ouvi e achei ótimo. Ouvi por indicação de “Seu Dudu Sales”, o arroz de festa da podosfera brasileira – atual serrote da podosfera… Hahahaha… Muito bom. Parabéns! Ganharam mais um ouvinte. Abraço.

  26. [...] Piratacast 30 – O manual do Serrote Share this:TwitterFacebookLike this:LikeBe the first to like this post. Esta entrada foi publicada em Piratacast. Adicione o link permanente aos seus favoritos. [...]

  27. Luis Alexandre disse:

    Tentando ouvir os podcasts antigos pra ouvir enquanto jogo só que não esta carregando a versão em mp3 de nenhum post antigo… É só aqui? Não teria como arrumar as mp3s? :P

  28. Luis Alexandre disse:

    Tentando baixar para ouvir* :P


    .
    @jabour_rio, @iskilo666, @junior_cq,
    @cleverson, @piratacast, @baupirata