Facebook do Piratacast Twitter da Equipe Piratacast TV do Bau Piratacast, Diário de Bordo e Papo Pirata Feed do Site Feed do Podcast Assine no Itunes Entre em Contato

Piratacast 23 – Facebook

10 / mar / 2011
Papagaio Pablito


Você sabe o que é o FACEBOOK? De onde ele veio e para onde ele vai? Já usou essa ferramenta? Foi para responder (ou não) estas e outras perguntas que Jabour_rio (@jabour_rio), Junior (@junior_cq), Iskilo666 (@iskilo666), Dudu Sales (@eduardo_sales) e Dona Maira Moraes (@maira_moraes) se reuniram neste PIRATACAST 23. Neste episódio você vai aprender a ser um spam humano, vai ver que nem só carioca é sem-vergonha aproveitador e vai descobrir onde você pode ser comido.

No embalo das redes sociais, lembre-se que o Piratacast e seus integrantes têm twitter e você encontra todo mundo aqui. E não esqueça de curtir o nosso podcast!

LINKS RELACIONADOS:

- Blog e podcast do Papo de Gordo
- Mapa mundial do Facebook (feito por um estagiário de lá)
- A vida e o Facebook [vídeo]
- Bilionários por acaso: A criação do Facebook [livro]
- Agência África no Facebook
- Rockmelt, o navegador do Facebook

Opine sobre o tema ou conte-nos alguma experiência pessoal relacionada a isso no espaço de comentários abaixo ou mande um e-mail para o piratacast@piratacast.com que comentaremos no próximo PAPO PIRATA, o nosso podcast de feedback da galera.

EDIÇÃO e TRILHA SONORA:
Iskilo666

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Piratacast 23 – Facebook

Download MP3 64k

Download ZIP 128k

Quer ter todos os artigos do Baú Pirata e/ou os Piratacasts de
forma automática direto no seu computador? Assine nossos feeds!

Categoria(s): Piratacast

41 marujos comentaram até agora...

  1. Sutai disse:

    No podcast antes desse, o Jabour ficou “ironizando” o taxista paulista que falou que carioca adora se dar bem em cima dos outros. E nesse podcast ele mostrou que acha certo fazer o que o Zuckerberg fez, o que é uma típica malandragem carioca. Hipocrisia rulando.

  2. Drigo Menezes disse:

    Antes de mais nada, parabéns pelo retorno!!! A podosfera estava sentindo a ausência de vocês!

    Eu faço parte do grupo de pessoas que largou de mão o Orkut pelo Facebook.

    No Orkut, além dos recados multicoloridos e purpurinados, que piscam e fazem barulho a maioria das pessoas se limita a compartilhar fotos (que na maioria das vezes não me interessam). No Facebook por outro lado, eu consigo saber o que os meus amigos estão pensando, lendo e ouvindo.

    Acho esse tipo de troca mais interessante. Às vezes você posta um link ou uma foto e isso inicia uma discussão através dos comentários (o que também rola no Twitter em menor escala pela limitação de caracteres).

    Realmente, o primeiro contato com o Facebook pode ser tenso por conta de tantas possibilidades. Eu mesmo comecei jogando Farmville e Mafia Wars. Só fazia isso. Cheguei a acordar no meio da madrugada pra colher abóboras e gastei dinheiro de verdade comprando coisas pra minha fazenda. Depois que bloqueei todos os jogos e aplicativos chatos foi que comecei a me interessar mais pelas outras coisas e constatei que no Facebook a gente pode interagir de maneira mais completa com as pessoas.

    Hoje eu estou muito satisfeito com o que o Facebook me oferece e só não largo o Orkut porque alguns dos meus amigos não estão em outras redes sociais e porque existem algumas comunidades que me interessam lá.

    Sobre Orkutização, favelização e afins acho que isso é natural quando uma rede social se populariza e embora muita gente esteja migrando do Orkut pro Facebook, acho que isso não vai modificar a proposta do site (fora que o Facebook tem meios muito eficientes de “silenciar” usuários chatos).

    A popularização das redes sociais ajudou a acabar com aquele esteriótipo antigo que os usuários de internet tinham (nerd, esquisito e anti social). Hoje isso praticamente acabou e ninguém te olha torto quando vc fala que vai tomar um chopp com a galera da internet. É claro que o preço dessa popularização e da chamada inclusão digital é que muitos acéfalos ganharam voz, mas é só a gente ignorar que tá tranquilo.

    Bem, vou ficando por aqui, depois desse comentário que é quase um post.

    Abraços!

    P.S. É isso mesmo? O Jabour liga o ar condicionado e rola apagão em Bangu?

    P.S.2 Mesmo doente o Dudu não se contém e grava podcast? Mas é um arroz de festa…

  3. primeiro eu quero dar os parabens ao iskilo que levou o programa perfeitamente sem o jabour, mandou muito bem cara…

    sobre o facebook eu até tenho, mas nao sou um heavy user, na verdade o que eu utilizo mais hoje em dia é o twitter, facebook eu nao entro quase nunca, mas vou dar uma chance maior para ele, o que me deixa mais puto sao aqueles convites para joguinhos, mas eu sei que tem como configurar

    dona maira moraes manda muito nesses assuntos, ela dominou o programa, parabens pra ti tambem senhora salles

    um abraço tambem para o dudu, para o jabour e para o junior, espero que chegue logo dia 20 para mais um otimo programa, considero voces, junto ao mrg os dois melhores podcasts da atualidade

  4. Junior disse:

    Sr @jabour_rio favor parar de ficar perseguindo os ouvintes e guardar seus comentários para o papo pirata .
    hehehehehe

  5. Drigo Menezes disse:

    Ah, mais duas coisas:
    1- Eu e Maira vamos preparar um curso de Facebook pras pessoas mais, digamos, “lentas”.
    2- Vou me lembrar de nunca comentar qq idéia original na frente do Jabour. Hahahahhaa…

  6. Roni Gomes disse:

    Fala galera do Pirata Cast!
    Eu estou no Facebook há uns 3 anos. Sempre achei muito melhor do que o Orkut, mas usava pouco porque meus amigos não estavam lá. Eu só tinha 1 amiga e ela é americana, a gente usava pra manter contato. Agora que meus amigos daqui estão migrando, eu estou usando mais! Torço pra que ela ganhe cada vez mais relevancia aqui no Brasil, mas sem ficar orkutizado.

  7. Excelente cast. Retornaram triunfamente, posso dizer. :)

    Bem que notei também a ausência do Jabour na segunda metade do papo, e o Dudu falou pouco, mas deu uma acrescentada legal no conteúdo. Dou os parabéns aos outros três que foram levando a conversa adiante com destreza, que foi bem bacana, interessante e bem instrutiva acerca da rede social. A participação da Maira foi ótima.

    Esse episódio me fez ficar um pouco mais interessado em tentar usar mais essa rede social. Tenho conta nela há um certo tempo, mas raramente me logo lá, pois não vejo muitos motivos para usá-la, e ainda acho um tanto complicado de utilizá-la. Ainda me atenho mais ao Orkut, apesar de ele já estar bem maçante hoje em dia. Pra mim, só as comunidades ainda se salvam lá, além de o site ser, como vocês bem disseram, ridiculamente fácil de mexer.

    Parabéns pelo episódio. Vou tentar me familiarizar mais com o Facebook depois dessa. :)

  8. Sutai disse:

    Acabei de ouvir no mesmo dia acho, muito bom o podcast… Esse sim marca a volta de vocês!

  9. Facebook e Twitter são duas ferramentas que foram inventadas para solucionar problemas que não existiam antes de serem inventadas e, pior, não conseguem resolver! Sobre o filme (Rede Social) achei fraco. Na minha opinião, que só se baseia na minha própria cabeça e não tem fonte jornalística, é apenas uma ferramenta para atrair mais atenção, visitas e, consequentemente, investimentos. Mas serviu pra mostrar, mais uma vez, que o Oscar realmente não é mais o mesmo (se é que um dia foi).

    Abraço a todos e fico contente em saber que estão de volta (Sou “muito” antenado, acabei de saber)

    PS: Já que estou aqui, se vocês permitirem, convido a todos para visitar o novo site do Histórica e participar de nossas promoções.

  10. Nerdanderthal disse:

    Ainda estou engatinhando no Facebook, mas o cast me deu um empurrãozinho pra tentar conhecê-lo melhor.
    No fundo, no fundo, é sempre assim: a cada ano q passa vem algo novo q supera (ou tenta superar) o anterior.
    Acho q já temos programas suficientes para atender à todos os gostos. Certamente aquele q é o melhor pra mim, não será para outros e vice-versa.
    Minha única preocupação em programas como o Orkut e no caso o próprio Facebook, é em relação aos adolescentes ou usuários menos espertos que se expõem muito, na empolgação, explicitando demais suas vidas, fotos, amigos e outros dados pessoais.
    Abraços e continuo com a campanha @PodcastinBoteco em Bangú já !!!

  11. FrankCastle disse:

    Fala aí galera!
    .
    Às vezes fico pensando nessas redes sociais e me questiono se não estamos “criando necessidades” que não temos. Pois dá um trabalho ter que ficar gerenciando esses vários logins, etc…
    .
    Uso muito o Twitter, ele é um ótimo feed de pessoas, dá para replicar idéias e uma hora começamos a encontrar pessoas com os mesmos gostos e/ou opiniões, o que é legal. Além de conhecer coisas que poderiam passar despercebidas.
    .
    Já o Facebook, quando comecei a usá-lo era com a intenção de fugir do Orkut e dos malditos parentes e “conhecidos” que ficavam enchendo o saco… só foi adicionar um que veio um monte e depois que você já adicionou algumas pessoas, fica “chato” recusar outras. No Facebook, como não tenho a intenção de fazer divulgação em massa, só adiciono quem realmente é meu amigo ou de sites/blogs que acompanho. Mas só agora estou usando e entendendo melhor. E como a palavra da vez é convergência, nesse sentido ele está indo muito bem!
    .
    Mas ainda não deixo de usar o Orkut por um único motivo: As Comunidades. Muita gente reclama do orkut falando dos scraps malditos, fotos toscas, mas ainda assim é possível encontrar boas comunidades de diversos assuntos. O que facilita bastante, pois antes era foda ter que ir em várias URLs de fóruns, com o orkut, você tem isso de forma mais centralizada. Se o Facebook tivesse comunidades com ferramentas de discussão (se é que não tem mesmo) aí seria perfeito.
    .
    Um grande abraço!

  12. FrankCastle disse:

    P.S.: Se falou muito no “Curtir” (Like) do Facebook, recentemente testei uma nova extensão do navegador Google Chrome, o “Dislike” ou “joinha pra baixo”. Para quem gosta de ficar trollando, ou mesmo simplesmente desaprovar algo, e uma boa! :-)

    OBS: Antes desse Dislike do Chrome, circulou um outro que disseram que era um programa malicioso. Esse novo pelo que vi é só uma extensão normal mesmo, mas não sou especialista, instale por sua conta e risco!

  13. L. R. Maruo disse:

    Ola Piratas

    Com certeza sou uma opiniao discordante. Nao consigo ver lá muita utilidade para o facebook. Ainda bem que desabilitei a maioria dos aplicativos babacas que tem por la e barrei as atualizacoes de joguinhos. A sua timeline melhora de forma astronomica.

    Quanto a integraçaão, nao sou o adepto da panaceia de um programa que centraliza tudo. Uma coisa que centraliza tudo deve ser muito bom para um usuário médio. Uma pessoa com um pouco de preguiça, literalmente.

    Sigo pessoas diferentes no twitter e no facebook e é meio chato ver atualizaçoes redundantes em várias redes sociais, vide atualizacao do foursquare que aparece no proprio, no twitter e no facebook. Isso é um pouco chato, nao acham ?

    E tambem continuo a me questionar quem sao os malucos que colocam o valor do facebook tao alto ??? Ta, tem um banco de dados que vive vazando dados de clientes. Um servico que nao tinha implementado segurança nos acessos e senhas até que a conta do seu fundador foi hackeada. Que tipo de segurança e transparencia isso passa a um investidor ?

    Parabéns pela volta e pelo otimo programa.

  14. [...] aqui para acessar o site e escutar o podcast Piratacast 23 sobre Facebook. Categories: Noticias Tags: [...]

  15. Freakytooms disse:

    As redes sociais são bloqueadas no lugar onde trabalho. Curiosamente vim ouvindo o cast no caminho pro trabalho.
    O papo de gordo e outros podcasts q estão na mtv também não estão mais ao meu alcance. Tudo bloqueado pelo maledito proxy corporativo.
    Um dia ainda dou uma passadinha no facebook em casa … lugar onde fico só pra dormir ultimamente.

  16. Salve, pirataiada.

    Antes de mais nada, parabéns a todos pelo bate-papo. Ficou bem agradável de ouvir.

    Posso dizer que me ajudaram a entender um pouco mais desse “bicho-papão” que é o Facebook.
    Não me sinto culpado por não me aprofundar no funcionamento desta rede por conta do tempo escasso que tenho pra mexer com essas coisas. É muita coisa pra administrar, nem sei se tenho paciência pra isso tudo… e tem que sobrar um tempinho pra comentar nos podcasts que ouço também, oras. :-D
    Enfim, uso o que me serve, mas não sei se sirvo para usar.

    Abração.

  17. Olá Marujos !

    Um cast que não esperava tanto, pois ainda não descobri porque o facebook atraí tanta gente, novidade, jogos, publicidade, entre outros não é o me faz perder muito tempo no site e uma das opções que me atrái em redes sociais são comunidades, coisa que acho que no orkut ainda é mais forte, porém gosto do design do facebook e algumas funcionalidades. O Cast ficou super bacana, valeu e muito obrigado.

  18. Pelo que li acima já deram os devidos parabéns ao Sr. Iskilo666 ou melhor, agora Iskilo66, o Jabour_rio fez falta, foi uma pena não ter ficado até o fim, assim como o Eduardo Sales, ficou como aquele “arroz de festa” frio que tava no prato, mas ninguém espetava o garfo. Brincadeiras aparte, (melhoras na saúde Dudu) mas a “Dona” Maira Moraes, juntamente com o Junior e o “Iskilo66″ tiraram de letra e fizeram com que o podcast fosse de ótima qualidade como sempre, muito informativo e com questionamentos que me preocuparam será que a favelização do Facebook vai ser tanta como a do Orkut?
    A do Twitter acho menos provável, mas o Facebook estou vendo que está indo pelo mesmo caminho.

    Um abraço em todos e até a próxima.

  19. André Zuil disse:

    Fala Galerinha, o cast foi bem instrutivo, principalmente para quem quer começar usar a ferramenta agora, eu ja uso há um tempo, então já meio que dominava todos os esquemas, mas sempre é valido todo tipo de dica. A Dona Maira realmente está “in” nessas novas tecnologias, aqui na minha região ainda não valorizam gente que desenvolve interação de conteúdo da empresa com redes sociais, ainda acham uma perda da tempo e sempre tem um sobrinho pra fazer um msn e um orkut, em breve eles pagarão por esses erros.
    Valeu galera, por mais um ótimo podcast… grande abraço

  20. Yohoho e uma garrafa de rum Marujada.
    Minha história com o Facebook se resume a poucas palavras : “Tenho mas não uso”. Sim, tenho ele ah mais de um ano mas sei lá, sempre que pensei “Agora eu aprendo a usar esse negócio” a história terminava comigo olhando pra tela sem saber o que fazer. Cheguei a passar os dados do Login para uma amiga que é viciada no tal Mafia Wars pra ela jogar (segundo ela duas contas ajudam e blábláblá). Agora quando entro no Facebook está entupido de coisas sobre esse jogo que não faço a mínima idéia pra que servem.

    A última tentativa de encontrar uma utilidade pra ele aconteceu semana passada quando descobri um aplicativo da Carmen SanDiego. Fui lá jogar mas a empolgação ão durou uma hora.

    Para não dizer que é completamente inútil, eu costumo conversar numa comunidade(ou seja lá o nome que tenha por lá) sobre Ghost Hunters, um programa do Scy Fy que eu gosto.
    Mas o cast serviu para me dar novo fôlego. Tanta gente de alto gabardã falando bem tem de significar que o Facebook não pode ser tão ruim,então vamos à outra sessão de encontrar alguma serventia pra ele.
    Abraços e até mais o/

  21. Saudações Bucaneiras!

    Esse foi um episódio simplesmente espetacular, do tipo como um podcast deve ser mesmo: bem feito, bem editado, com conteúdo informativo abordado por pessoas que entendem do assunto.

    Tenho o FB há muito tempo. Quando o Orkut começou a dar sinais de cansaço com aquelas comunidades “Eu odeio…”, parei de usá-lo: tornou-se infantil demais.

    Falem o que quiser, mas eu acompanho Smallville desde o começo… Sabe aquela dorga que a gente não quer mais, mas não consegue largar? Pois é… E o que tem a ver Smallville com Facebook?

    Em 2007 ou 2008, num episódio em que uma personagem (Chloe) procura por seu namorado (Jimmy Olsen), ela falou que ficou fácil de encontrá-lo porque ele não tinha deletado o perfil do Facebook. Pensei “que merda é essa?” e fui verificar. Fiz meu cadastro lá e deixei por aquilo mesmo.

    Fiquei mais no Twitter mesmo, mas ultimamente tenho visto uma utilidade pessoal e profissional muito maior no Facebook, o que Dona Maira Moraes veio corroborar com maestria e profissionalismo positivamente invejáveis.

    Que podcast bom pacacepa! :)

    Parabéns e Abraços!

  22. Marcus Rocha disse:

    Junior soltou toda sua rage contra contadores, ele sendo advogado. Meu pai é um contador, mas ele seguiu conselhos do Bilú e buscou conhecimento e hoje ele é bacharel em Direito. Bacharel pois não fez ainda exame da Ordem, porém ele continua atuando como contador.

    Sobre facebook, uma coisa que aprendi lendo o livro Bilionários por Acaso (comprei numa livraria aqui, desculpe, sem comissão) foi que o uso feito pela base de usuários é o que acaba ditando o sucesso de uma rede social. Percebi que o MySpace era meio que um Orkut americano, bem avacalhado, e quando Facebook surgiu, as pessoas começaram a interagir lá de forma… menos avacalhada. Claro que as ferramentas disponibilizadas ajudam como vc usa a rede social, mas no fim, o que importa é o que os usuários fazem nela.

  23. Almighty disse:

    Ainda não desbravei os detalhes do Facebook, mas já é nítida a superioridade em relação ao Orkut. Fiquei até surpreso com a quantidade de funções que o Facebook possui.
    O cast ficou muito legal e informativo.
    Abraço.

  24. Barba Farta disse:

    Fala amigos piratas. Aqui quem fala é um outro pirata, o Barba Farta, dos piratas do farravento e do Cara Tolo.
    Já conhecia o Jabour Rio pela participação em outros podcasts, mas até hoje não tinha escutado o papo pirata. Foi pela indicação de Dudu e Maira que vim até aqui. E pretendo continuar. Gostei do podcast.
    Sou usuário do facebook, mas não sou especialista como a dona Maira Moraes. E minha opinião é a seguinte: Acho difícil atribuir seu sucesso a uma ou duas características. Ele não é um orkut diferente. É outra plataforma. É outra maneira de se relacionar.
    E por esse motivo também não o acho mais difícil que outros sites do gênero. Lembrem-se também que não nascemos sabendo usar o orkut. Tivemos que aprender como usar. O facebook não é diferente.
    E é isso aí amigos piratas, continuem na produção podcastal que garanto sempre estar por aqui.
    Ahoy Piratas!
    Argh!!

  25. Rafael Smok disse:

    Rafael Smok 25 anos, São Paulo SP

    E ae piratas!
    Falar de redes sociais e suas novidades é sempre um bom papo ainda mais hoje em dia que elas praticamente mandam na internet, na minha opinião vão (isso se já não estiverem), desbancar os grandes portais.
    A facilidade de poder fazer parte de algo é o que chama atenção das pessoas que fazem parte de uma rede como o facebook, o grande barato do facebook é que você faz o facebook, vocês foram bem claros quando disseram que as pessoas estão nas redes como o facebook para se mostrar, faço até uma comparação com mundo offline, as crianças querem sempre mostrar aos amigos os melhores brinquedos, os adultos querem mostrar os carros, roupas e etc, e no facebook vc quer dizer o que esta vendo, ouvindo, lendo, comendo, bebendo e assim vai, tudo para o unico objetivo de ser mais “cool” que os outros.
    Mas sabe o que é pior?
    É QUE NOS GOSTAMOS DISSO! ehhehehehe

    Parabéns pelo episódio as opiniões da Maira fizeram a diferença, quero saber quando é que os piratas vão dar uma passada la na Taberna, afinal de contas quando estão fora do mar, os piratas precisam de um lugar pra ficar e beber mais! ehehe
    Abraço!

  26. Sedated disse:

    Salve piratas! Eu concordo com o Jabour que o Facebook é algo mais afastado do público brasileiro do que o twitter.
    Eu por exemplo, embora já conhecesse o primeiro, só fiz uma account há pouco tempo e realmente nem uso aquilo, me sinto até meio “burro” pois acho que ainda não saquei como usar direito dele hehehehe.

    Mas avaliando o Facebook, creio que há pequenos detalhes que são a cereja do bolo e que fizeram ele ser tão usado, um deles é a função de conexão que vocês mencionaram e junto à isso aquele simples botãozinho de “curtir”. Se você viu um post legal em um blog como o JPCremoto.com.br (jabááá) você clica naquilo ali e é mostrado no seu Facebook pra todos, o que é uma forma de divulgação e compartilhamento de conteúdo que faz a diferença.

    Não só nisso, mas em frases e fotos, esse botão é algo muito usado pois é mais cômodo que comentar um simples “gostei” em uma foto e creio que dê mais resultado, aumentando a interatividade dos usuários…

    Algo que me incomodou um pouco quando comecei a usar o FB foi a falta de privacidade, você não pode esconder nada lá e todos podem ver o que você posta, mas pensando agora acho que “privacidade” e “rede social” são quase antônimos né?

    Vejo que 90% do pessoal que adicionei lá, usa muitos os joguinhos e acho que é um mega atrativo, principalmente pro público adolescente e ocioso (ou seja, praticamente toda a internet! hahaha)

    O cast ficou muito bom! Demorei pra ouvir graças ao combo de faculdade+sem hora pra dormir que me fez deixar de ouvir muitos casts, mas irei voltando à periodicidade.
    Se puderem fazer um pequeno jabá lá do Joystick, Pipoca e Controle Remoto (JPC: http://www.jpcremoto.com.br/) e dos amigos do Cosmogamer (http://www.cosmogamer.com.br/) irei ficar muito gratificado!

  27. Sedated disse:

    Só complementando meu comentário anterior, já que agora consegui escutar o cast por inteiro: Esse negócio de outros que você nem conhece postarem comentários nas suas fotos e outros colocarem fotos suas e ele agregar ao seu perfil eu acho interessante, porém pode ser muito incoveniente como o Skilo falou. E no início me incomodava bastante ver várias fotos de pessoas que nem conheço, apenas porquê amigos meus comentaram nelas.

    Acho que realmente não sei como usar o Facebook, ainda não explorei tudo que há nele. Acho ele um pouco menos “amigável” visualmente que o orkut, já que algumas opções são bem confusas de se achar…

    A imagem que tenho dele é exatamente a mesma do Skilo, algo que quero conhecer e explorar mas é bem confuso ainda e precisa de algum “esforço” pra se entender. E eu também confundia o FB com o MySpace, mas pelo logo deles que eram “parecidos” (leia-se letra branca num fundo azul).

    Mais uma vez parabéns pelo cast!

    PS: desculpem se os comentários foram longos demais (e ainda por cima 2).

  28. Vinícius Schiavini disse:

    Olá turma do Piratacast, aqui é o Vinícius Schiavini, da Kombo Podcasts.

    Como sempre, podcast muito bom,mas me veio uma ideia: como será quando o Facebook integrar o botão Curtir em softwares como o iTunes?

    Grande abraço e parabéns pelo trabalho, sempre!

  29. educoutinho disse:

    Esse foi o primeiro programa q ouvi de vocês. Conheci o cast através do cast do Papo de Gordo. Achei bem bacana. Parabéns!

  30. Encontrei o Piratacast enquanto buscava alternativas de assuntos nerds além do Nerdcast que já ouço.

    Dei uma olhada nos últimos posts e me interessei sobre o assunto do Facebook.

    INFELIZMENTE, a primeira impressão que tive foi MUITO RUIM. Não é nenhum fator técnico, mas o problema talvez seja na opinião de alguns participantes.

    Não conheço os nomes dos piratacasters mas achei a opinião de dois caras muito limitada. “FAVELIZAÇÃO DO FACEBOOK E DO TWITTER”? O que é isso meus jovens?

    Com a popularização de uma mídia social é normal que pessoas de todas as classes e intelectos participem dela. E a sociedade “real” estará automaticamente representada nessa sociedade virtual. Haverá pessoas que são julgadas como faveladas, pobres e burras por pessoas que se acham mais inteligentes por talvez terem mais dinheiro, serem herdeiros, universitários, ou tanto faz.

    Acho um ERRO tremendo acusar as pessoas por elas agirem de uma mandeira que não lhe agrada particularmente. Se vocês acham que isso é ruim, provavelmente vocês devem olhar para um morador de favela na vida real e discriminar suas atitudes, não é?

    Ainda bem que vocês colocaram as suas opiniões no podcast, pois é melhor do que serem hipócritas que omitem seus pensamentos verdadeiros. Mas pensem bem antes de analisarem determinado assunto, a sociedade é bem mais complexa do que fazer gracinha no podcast. Não acham que o problema é de todos? O que fazem pra melhorar essa situação? Vocês têm um podcast falando sobre o descaso dos políticos com a educação do país?

    Mesmo assim, continuei ouvindo o podcast e achei muito mais interessante quando vocês resolveram focar na ferramenta Facebook.

    Infelizmente ficou aquela primeira impressão ruim, mas prometo que vou tentar ouvir outros episódios.

    • Junior disse:

      Mario antes de mais nada gostaria de agradecer seu feedback, pois todas as opiniões aqui no baú pirata piratacast são importantes, eu poderia aqui tentar explicar que o termo “favelização” foi utilizado como um argot, ou se preferir, um jargão internetês cujo o real significado pouco ou nada tem haver com graus de riqueza, escolaridade ou posição social e sim com o mau uso da ferramenta e etc.
      Em vez disso vamos debater o seu comentário no próximo papo pirata de maneira extraordinária já que o correspondente ao tema encontra-se publicado.
      Quanto a sua indagação do 7º Parágrafo acho importante dizer, já que você é um ouvinte novo, que temos um podcast falando de alguns dos temas inqueridos e peço se possível ouça o “Piratacast 14 – O poder é de Vocês!” http://bit.ly/6U8DiP que trata sobre o tema do voluntariado e debate varias questões além do tema principal, e que se gostar tente ouvir os nossos podcats mais antigos pois uma coisa que o piratacast nunca deixa de ter é uma opinião sobre um assunto e as vezes sobre em um tema surge um debate interessante e as vezes até mesmo improvável

    • Fabiano Loureiro disse:

      favelização é um termo que indica uma tomada de forma não organizada de uma midia social na internet, por pessoas que as vezes não fazem ideia do que ela significa, fazendo assim mal uso da mesma, além disso, algumas pessoas acabem se expondo de maneira errada e acabam deixando a ferramenta vista com maus olhos. pq favelização?
      simples, pq as favelas no Brasil todo se formaram pois nos centros urbanos não haviam locais para todos viverem, então os que nao tinham onde morar resolveram invadir locais desocupados de maneira desorganizada, causando um efeito negativo no quesito segurança, transporte, saneamento básico, distribuição de serviços e etc… dai vem o termo e não pelo que todo mundo pensa, de ser a invasão de pessoas com baixa rende etc…

      • Será que as pessoas estão fazendo mesmo um mau uso? O que é usar bem? Ela vai usar do jeito que acha e vc tem a opção de ouvir o que ela diz ou não.

        No twitter há muitas atitudes que eu não concordo e enchem o meu saco. Esses dias eu dei um “block” nos retwits de um cantor pq ele (ou quem cuida do perfil) retwitava absolutamente tudo que era “mention” com o nome dele.

        Além dissos tem o pessoal que eu sigo e fazem do twitter praticamente um MSN, fico sem saber do que as pessoas estão conversando. Como é uma ferramenta que funciona melhor como um microblog, EU não gosto disso e quando enche dou “unfollow”. Não dá pra criticar essas pessoas, elas usam desse jeito pq há quem as sigam.

        A minha bronca com o termo “favelização” é que seu uso foi uma escolha infeliz. Ninguém foi construir favela por opção, a “libertação” dos escravos os forçaram a procurar locais inabitados, sem estrutura para morar. Locais nos centros das cidades existem até hoje, mas quem pode morar neles? O poder público não quiz dar estrutura para uma melhor organização das favelas. Quem mora em favela não é desorganizado, e sim mora em um local que o governo não organizou.

        Por mais que queiram usar o termo para descrever a desorganização das sociedades virtuais, vocês estão acusando as pessoas de desorganizá-las, pois são essas pessoas que as organizam.

        Mas… QUEM FAVELIZA É O PODER!

        ________

        OK, estou aguardando o novo Papo Pirata.
        Obrigado pela troca de ideias.

        • Fabiano Loureiro disse:

          opa, eu concordo com quase tudo que vc disse ai, mas ainda acho que favelas não são culpa do governo não, ou melhor, o governo não tem poder pra gerenciar isso, é um efeito tão poderoso que não seria possível de ser evitado.
          Acho que nós gostamos de responsabilizar o governo por tudo o que se passa na nossa vida, mas na verdade muitas das coisas ruins que passamos é culpa da própria sociedade, que é muito dependente de um controle para tomar suas atitudes corretas. Tento não agir apenas conforme as leis, mas também conforme o bom senso.[
          Sei que dei uma viajada ali mas era só pra expor um pouco da minha visão. Um abraço

  31. Tabernacast falando de redes sociais e recomendando o Piratacast de facebook

  32. Cesar disse:

    O link para download e escutar online não funciona.


    .
    @jabour_rio, @iskilo666, @junior_cq,
    @cleverson, @piratacast, @baupirata