Facebook do Piratacast Twitter da Equipe Piratacast TV do Bau Piratacast, Diário de Bordo e Papo Pirata Feed do Site Feed do Podcast Assine no Itunes Entre em Contato

Piratacast 14 – O Poder é de Vocês!

26 / nov / 2009
Papagaio Pablito


O Mundo Precisa de Você!

PIRATACAST 14:

O Poder é de Vocês!

PARTICIPANTES:

Jabour_rio, Iskilo666 e Júnior.

CONVIDADOS ESPECIAIS:

Eduardo Moreira do Blog do Eduardo Moreira / Target HD / Feedback News / M2List / Spin-Off e Pablo de Assis do NerdExpress / Metacast.

TEMA:

Dia 05/12 é o Dia Internacional do Voluntário e no Brasil, entre 2/12 a 9/12 ocorre a “Semana Brasil Voluntário”. Pra lembrar desse dia resolvemos fazer um podcast falando sobre exemplos de boas ações que você pode fazer e quem sabe garantir o seu lugar no céu.

Nesse podcast você vai aprender o que é voluntariado? Porque alguém vira voluntário? Existe algum interesse oculto ou é só a vontade de ajudar? O que é Carma e Darma? Programas assistencialistas ajudam ou tripudiam em cima da desgraça das pessoas? No fim você ainda terá várias sugestões de como você pode se engajar e ajudar o Mundo a ser um lugar melhor…

Se você procura um bom servidor para seu site, ouça esse podcast, pois o Estudio Local está dando um super desconto pra nossos ouvintes. É a sua vez de ter um servidor decente com um preço justo!

Escreva sobre suas experiências com o tema no espaço abaixo ou mande seus comentários para o piratacast@gmail.com que comentaremos no próximo Papo Pirata, o nosso podcast de feedback da galera.

LINKS RELACIONADOS:

Dia do Voluntário
Portal do Voluntário
Planeta Voluntários
Voluntários
Programa dos Voluntários das Nações Unidas
Rio Voluntário
Centro de Voluntariado de São Paulo

EDIÇÃO e TRILHA SONORA:

Iskilo666.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Piratacast 14 – O Poder é de Vocês!!

Download MP3 64k

Quer ter todos os artigos do Baú Pirata e/ou os Piratacasts de
forma automática direto no seu computador? Assine nossos feeds!


Categoria(s): Piratacast

41 marujos comentaram até agora...

  1. iskilo666 disse:

    Vou deletar tudo esses chupa ae!! hehe

  2. LexHorv disse:

    Fala amigos!

    To de volta e com muita saudades de todos, também estou ferrado pq tenho 9 piratacasts para colocar em dia! hehehe

    Abraço viu! Assim que ouvir posto um comentário.

  3. Gueths disse:

    Eu concordo em certo ponto com o iskilo666, sobre esmola.
    Aqui na minha cidade até que tem bastante pedinte, ao menos passa bastante pedinte na minha casa e nos lugares onde passo.
    Nós temos uma política aqui em casa que nós não damos dinheiro, damos comida, se notarmos que a pessoa realmente necessita.
    Uma vez vi um pedinte que tinha parado do lado de uma porta duma loja para pedir esmola pro pessoal que sai da loja…
    Mas um caso que ajudo é quando vejo que a pessoa está lá porque precisa. Uma vez vi um cara na chuva, fazendo malabarismo com umas bolinhas furadas para conseguir algum dinheiro. Se o cara está lá fazendo malabarismo, na chuva, ele realmente precisa, por isso ajudei.
    Muito bom o cast, ainda não terminei de escutar mas já gostei muito.
    Parabéns.

    Gueths

  4. Gueths disse:

    Terminei de ouvir o cast.
    Não tenho muito a acrescentar…
    Posso dar também exemplos que conheço.
    Na "minha" igreja, nós damos aula de instrumentos musicais de graça. Eu e meu pai estamos envovidos nessa atividade, meu pai com aulas de teclado e eu com aulas de violão (não que eu saiba tocar bem).
    Tudo começou quando um membro, que é professor de violão, propoz dar aula de graça para quem quisesse, na igreja. Isso insentivou outras pessoas a ajudar. Eu aprendi violão com essas aulas grátis, ele trazia material e passa músicas com a gente. Chegamos a tocar uma ou outra vez no culto (sou luterano).
    Infelismente o professor teve que parar de dar aula pra gente, pois ele dava aula no sábado a tarde e esse horário acabou sendo ocupado com trabalho. Mas ele arranjou um outro horário para ele ensinar o pessoal que já está mais avançado e esse pessoal passou a dar aula de violão pros outros.
    Temos agora um grupo bem legal de pessoas aprendendo.

    Outra coisa sobre auxílio a pessoas que necessítam…
    Muitas igrejas tem trabalhos na área de auxílio à pessoas necessitadas. Se alguém tem vontade de ajudar, procure uma igreja e faça uma doação para esse fim, que, provavelmente, lá eles conhecem famílias carentes e auxiliam elas.

    Muito importante a conscientização das pessoas para ajudar outras, ou pondo nos termos usados na igreja, ajudar o próximo.

    Parabéns pela iniciativa do cast.

    Gueths

  5. iskilo666 disse:

    Pessoal que estava com problemas pra baixar o zip, o arquivo estava corrompido, já reupei e agora tá certin!! Confirmem ae pra gente!

  6. Gueths disse:

    Nossa… me desculpem os erros de português. =)
    Estou com sono e não noto direito o que escrevo.
    Aliás, meu comentário de “não tenho muito a acrescentar” ficou engraçado, visto que meu comentário ficou gigante.

  7. […] Depois de um bom tempo (mais precisamente um bom tempo depois de ter sido muito bem pago para ficar zoando Lost no episódio especial do episódio final da temporada comentado), eu retorno ao Piratacast para participar de um dos episódios de podcast mais edificantes que qualquer um de nós poderíamos fazer. O assunto da semana do Piratacast é solidariedade, em virtude da Semana do Brasil Voluntário, entre 02 e 09/12. Neste podcast, eu, Jabour_rio, iskilo666, Júnior e Pablo de Assis (Nerd Express e Metacast), falamos sobre o que é ser solidário, o que é considerado caridade, ações simples que podem mudar o mundo, ações hipócritas sobre caridade, entre outros. Foi uma das pautas que eu nem pensei duas vezes em aceitar em gravar e, particularmente, agradeço ao pessoal do Baú Pirata por se lembrarem do meu nome para este tema. E este é o tipo de tema que pode sim melhorar seu dia-a-dia, de alguma forma. Por isso, não seja preguiçoso, nem acomodado: faça alguma coisa pelo próximo! E o primeiro passo é clicando aqui (ou no banner acima) para ouvir o episódio desta semana do Pira…. […]

  8. Salve, pirataiada.

    Quase normalizando minhas bagunças. ‘Bora ouvir o programa.

    Abração.

  9. André Zuil disse:

    Um tema anormal dentro do “estilo” do PirataCast, mas foi uma ótima discussão, principalmente onde se fala do pensamento positivista que é exatamente o que to vendo em sociologia na faculdade, hehe pode ser que isso me ajude na prova de final de semestre!!
    Eu já participei de alguns projetos sociais como os “Amigos da Escola”, onde eu era o coordenador de laboratório de informática do colégio onde eu estudava, ou seja, hehe eu era o carinha que ficava em volta dos alunos falando: “esse site não pode”, “esse e-mail com foto pornô não pode ser aberto aqui”, “esse disquete ta bichado, se vira nego” rsrs época insuportável que me lembro com ódio extremo, no começo era massa, depois ficou muito ruim, e o “compromisso” me fez permanecer por um ano naquilo.
    Continue com o ótimo trabalho, o PirataCast está evoluindo e discussões mais “cabeças” são essenciais!! Parabéns.
    Abraço a todos….

  10. LexHorv disse:

    Fala amigos piratas,

    Gostei muito do cast, parabéns pela iniciativa de ao menos tentar conscientizar os ouvintes. Penso que se 1 refletir no que vocês disseram já valeu à pena.

    Em relação aos professores serem participantes na porcaria do ensino concordo, a maioria faz isso mas tem aquelas que tentam fazer o certo. Mãe da minha namorada (sogra) é professora em escola estadual, e é comprovado que uns 80% dos funcionários não se importam com a melhoria do ensino tão menos com a qualidade de vida dos alunos.

    A esmola não é um meio de ajudar, o comodismo tomou conta e aquele que está confortável não vai levantar e procurar ser alguém melhor. Que brilhante essa idéia de oferecer um pequeno serviço em troca de um valor simbólico.

    Não sei quando surgiu esse costume em casa, mas desde sempre temos 2 tipos de lixo. Separamos o normal do reciclável, que muitas vezes pessoal acha difícil separar vidro, papel, plástico individualmente, mas é bacana lembrar que empresas de reciclagem pegam tudo que é reciclável, então em casa o único trabalho é jogar uma garrafa pet ou vidro de requeijão em um e o lixo comum em outro. Sempre tem perto alguma associação que pega esse lixo pra reciclar, você acaba ajudando o meio-ambiente e aquelas pessoas que precisam e estão ali trabalhando pra viver melhor. Fica aí minha dica.

    Abraço a todos e uma rodada de rum, só que na conta do Skilo.

  11. […] Depois de um bom tempo (mais precisamente um bom tempo depois de ter sido muito bem pago para ficar zoando Lost no episódio especial do episódio final da temporada comentado), eu retorno ao Piratacast para participar de um dos episódios de podcast mais edificantes que qualquer um de nós poderíamos fazer. O assunto da semana do Piratacast é solidariedade, em virtude da Semana do Brasil Voluntário, entre 02 e 09/12. Neste podcast, eu, Jabour_rio, iskilo666, Júnior e Pablo de Assis (Nerd Express e Metacast), falamos sobre o que é ser solidário, o que é considerado caridade, ações simples que podem mudar o mundo, ações hipócritas sobre caridade, entre outros. Foi uma das pautas que eu nem pensei duas vezes em aceitar em gravar e, particularmente, agradeço ao pessoal do Baú Pirata por se lembrarem do meu nome para este tema. E este é o tipo de tema que pode sim melhorar seu dia-a-dia, de alguma forma. Por isso, não seja preguiçoso, nem acomodado: faça alguma coisa pelo próximo! E o primeiro passo é clicando aqui (ou no banner acima) para ouvir o episódio desta semana do Pira…. […]

  12. Tema inusitado mas o programa ficou muito bom.

    Sempre que posso faço boas ações, não esperando retorno ou nada, apenas pelo prazer de fazer algo por outra pessoa, me sinto bem quando pratico o bem.

    No meio o programa acabou virando um discussão política.

    Sobre esses programas que exploram a desgraça alheia tem um muito ruim e que faz sucesso aqui chamado “Se liga Bocão.”

  13. Yuri Benati disse:

    muito bom msm não sei o q flar deste post, com convidados como o homem dos mil podcasts e o Sr. @Passis do NerdExpress, o tema foi muito bem escolhido, há sim uma indústria das pessoas que recebem ajuda seja nossa ou do poder público, mas quando fazemos uma ação dessas, fazemos por nós mesmos como o Pablo falou. Para nos sentirmos bem com o bem estar do outro. Procuro fazer como o eskilo falou não dar esmola a quem pede, mas sim aqueles que percebemos q precisa de ajuda, como um catador de reciclados e etc que a gente ve que está batalhando para sobreviver e uma ajuda com o pouco nosso se torna muito para ele. um dos melhores cast q ja ouvi e demonstra que o PIRATACAST tem consciência do mundo em que vive e que a desigualdade está ai fora para quem quiser ver.

  14. Luis Guilherme - 16 disse:

    Fala pirataiada…

    qndo vi o tema do cast pensei "po vai fica 1 pouco monótono o assunto" mas pelo contrario, fico bem legal e ouvi…

    Nao faço trabalho voluntário, mas quando alguem me pede ajuda e talz é meio dificil eu dizer nao XD

    flw piratas, e continuem fazendo cast que é "diferente" dos padrões de tema, mas com a qualidade q v6 tem…

  15. L. R. Maruo disse:

    Salve Jabour, Salve Iskilo, Salve Junior! 🙂

    Otimo podcast.

    Já trabalhei com trabalho voluntário por alguns períodos e por diferentes coisas. Basicamente a minha familia, atua ou atuou como voluntário em algumas coisas, há um bom tempo.

    Já trabalhei fazendo manutenção de PCS (montagem, triagem, etc) para o CDI (Comite para Democratização para Informática), sempre como voluntário. Tinham até me oferecido para efetivar, mas não tinha interesse em efetivar.

    Também atuei como voluntário no programa da Junior Achievement, por 2 temporadas. Atuei como consultor (adulto) para alunos de segundo grau, no processo de criação de uma empresa, administração da mesma.

    Ah, sim. So para constar. Eu sou mesário voluntário desde 2000 em todas as eleições em Curitiba – PR. O motivo? Penso que é muito melhor ser atendido no dia da eleição por um cara que acha aquilo indiferente ou até mesmo legal do que alguém de cara fechada. Sempre levo chocolates, água e mais algumas coisas para passar o dia. Afinal, se tem que passar o dia por la, porque nao deixar a estada melhor? Ao menos o pessoal que sempre vota, ao menos já me reconhece… pelo menos na eleição.

    Bom, no fim, devo ser um daqueles malucos que tem tanto karma para queimar que tem que fazer essas coisas malucas.

    Saudações.

  16. […] This post was mentioned on Twitter by Fabrício Alves Lopes and Rogerio Gelonezi, Rogerio Gelonezi. Rogerio Gelonezi said: @jabour_rio e Equipe #PirataCast capricharam no PC14, Tema é Voluntariados — O Poder é de Vocês — http://bit.ly/6U8DiP […]

  17. GildoCra disse:

    Se o caldeirão esta fazendo propaganda em quanto usa a imagem de certas pessoas, este tem que se responsabilizar.

    No Brasil as pessoas são responsáveis pelo o que doam assim como se fosse comprado, ninguém pode doar um produto defeituoso em quanto a pessoa que receber não souber, o chamado erro "in corpore". Se por acaso eles cometem erro "in persona", alegando que pensavam que a pessoa saberia administrar seus bens, já há nexo-causal.

    Na verdade o que eles estão propagando é uma melhoria real na qualidade de vida da pessoa, e se essa for insustentável como já era presumível, estariam realizando agindo de má-fé com afim apenas propagandísticos, e se aproveitando a ingenuidade alheia.

    seria o caso de suspender o programa.
    *telhado de mentira é foda.

  18. Yo-ho Piratas!
    Caraca,se tivesse uma escala de tema inesperado de 0 a 10,sendo 10 como mais inesperado,acho q esse cast seria nota 10
    Bom,já vi gente se fazendo de cego no ônibus e comovendo as pessoas,fazendo assim dar esmolas para o vulgo “cego”,para surpresa de todos os que estavam no ônibus após o cego descer no ponto,foi direto pro bar e tirou os óculos escuros e deixou a muleta de lado.Vi gente descendo do ônibus para ir atrás do tal cego,não sei o que aconteceu após isso,mas espero que tenha sido algo parecido como linchar o tal “cego”.Muahuhahuahua
    E falando em pedinte,eu vi uma pesquisa que tem pedinte que ganha 2 mil reais por mês!Daqui a pouco tem que registrar na carteira de trabalho: Profissão Pedinte.
    Faço as minhas pequenas ações no dia mas não saio contando pro mundo inteiro que fiz só para ganhar créditos com a sociedade ou com alguém em particular.Tem muita gente que faz o bem apenas para ficar se exibindo que fez tal coisa para Fulano ou Ciclano.
    To começando a ficar curioso para saber os próximos casts hehe.Abraços piratas!

  19. GildoCra disse:

    querendo ou não eles fazem isso por dinheiro, então se não for pra pagar o governo. Que seja bem gasto!

  20. E aí, pirataiada!

    Primeiramente, muito bom o cast!

    Concordo plenamente com o Pablo quanto à não-existência do “altruísmo” ao pé da letra.

    Quanto ao ponto de vista das esmolas, acho meio delicado… meu pai tem um bar, e não é nada raro ver pessoas que pedem esmola por aí (alguns chegavam ao limite de fingirem de aleijados pela região), gastando todo o dinheiro em bebida (mais ou menos como o Felipe também relatou nos comentários anteriores).

    Depois disso, decidi que quando ajudo, nunca é com dinheiro. Apenas comida, roupas que não uso, etc.

    Quanto às minhas outras opiniões sobre o cast, vou tentar gravar em mensagem de voz. Caso não dê tempo, passo pelos comments de novo ^^

    Um grande abraço.

  21. LexHorv disse:

    Só pra complementar meu comentário.
    Nesse fim de semana um pedinte bateu na porta da casa da minha namorada querendo dinheiro, tentei aplicar aquilo do "preste um serviço e seja recompensado" dizendo que se limpasse o quintal (pegando folhas e passando uma vassoura) que eu daria uns trocados. O sujeito na maior cara de pau me diz que voltava outro dia pq não estava afim. É cada uma, realmente a pessoa não quer mesmo mudar. O conformismo tomou conta dessas pessoas e elas não querem mais pescar, ta fácil ter o peixe na boca.
    Abraço!

  22. Salve, pirataiada.

    Parabéns pela iniciativa em tratar desse tema.

    Discordando do Pablo e do Thiago (acima), acho que existe sim o altruísmo ao pé da letra.
    Mas esse, em geral, vem em momentos em que não se pensa para ajudar. Em situações de emergência ou de surpresa em que a primeira reação é prestar socorro ou ajuda, existe o altruísmo. Se não der tempo pro camarada pensar “vou ser um herói aclamado pelo povo” tá valendo. 😛

    Menção honrosa pro Iskilo pela honestidade. Existem momentos em que não se consegue pensar em outra coisa que não seja em si. Se há boa intenção, não chega a ser egoísmo.
    Mas achar uma meia horinha para ser solidário também não custa.
    O segredo é o equilíbrio.

    Abração.

  23. Sr. Freud disse:

    Saudações, Piratas!
    Confesso que baixei esse episódio achando que não ia gostar muito e desistir no meio. Mas me enganei totalmente!
    Achei muito bacana a abordagem “política” que vocês deram ao tema. O debate foi bastante interessante, principalmente porque vocês discordaram em vários pontos, o que é muito importante neste tipo de construção…
    Vou discordar também do que um dos participantes disse (não lembro quem foi, desculpe…): discordo que os ricos não pagam impostos. Aliás, vejo bem o contrário. Aqui em São Paulo, algumas casa no bairro do Jardins chegam a pagar até R$120.000,00 só de IPTU. Se partirmos do princípio que a cobrança proporcional é a adequada, então estamos no caminho certo… A classe média “se ferra” normalmente porque não trabalha com investimentos, e os impostos e tributos não têm retorno algum. Enquanto os mais abastados não sentem tanto essa “quebra” no orçamento, por isso que dá a impressão que eles não pagam impostos. Agora, se partirmos do princípio que deveríamos cobrar porcentagens maiores de impostos dos que têm mais, e porcentagens menores dos que têm menos (no caso do IR é assim, mas sabemos que não funciona, e que muitos dão “jeitinhos” para escapar), aí sim, poderíamos tentar mudar esse quadro, mas não acredito que seja a solução.
    Vale ressaltar que eu não estou nesse grupo de abastados (ainda). Sempre estudei em colégio público e nunca conheci o Papai Noel. Mas não gosto desse papo dos “invejosos” que adoram jogar a culpa na “burguesia”, que dariam até a mãe para ter a grana que eles têm. Com exceção dos desonestos, muitas das pessoas que são ricas hoje, conseguiram tudo com muito trabalho.
    O nosso problema, e nisso acho que todos concordamos, que os impostos não são bem aplicado. Porque se fossem, seríamos a sociedade mais bem sucedida do mundo, já que somos os que mais arrecadam com impostos também. Nossos funcionários (afinal, políticos são “funcionários públicos” não? rs…) gastam demais com corrupção, burocracia, democracia (sim… manter a nossa “democracia” é caríssimo) e outras coisitas mais que prefiro não comentar para não me estender mais ainda…
    É claro que concordo que o governo deve “cuidar” dos pobres e miseráveis, além de oferecer todos os serviços básicos e de qualidade que nos são de direito. Mas acho péssima essa posição assistencialista em que alguns trabalham para sustentar os outros. Como disse algum de vocês, é necessário dar o peixe. Mas se não ensinar a pescar, vai ser só mais um encostado.

    Agora, falando de trabalho voluntário (falei para caramba e até agora não tinha tocado no assunto… rsrs…): Fui voluntário durante 3 anos em uma biblioteca. E confesso que foi muito interesse pessoal também, afinal, ali foi onde tive acesso a milhares de livros… Além de conhecer muita gente bacana. Concordo com o Pablo que altruísmo não existe (pelo menos não no sentido que ele é profanado atualmente), mas mesmo assim, acho que consegui ajudar um pouco com esse trabalho voluntário. E que todos são válidos. Afinal, o importante é ajudar.
    Desculpem se me estendi demais… Me empolguei… Vou parar por aqui…
    Parabéns novamente pelo episódio e continuem assim, estão cada vez melhores!
    Abraços e sucesso!

  24. Filipe MacLeod disse:

    Ae Pirataiada!!!!
    Excelente programa … O tema realmente foi muito diferente .. e ficou sensacional!!!!

    Acredito que tenha feito muita gente repensar os conceitos quanto às formas de ajudar o mundo a ser melhor ….

    Assim como o Skilo, não sou de grandes ações de ajuda, apesar que acho realmente que estas ações sejam necessárias.

    Sempre que posso tento juntar roupas usadas minhas e doar, principalmente nesses últimos meses que a chuva está sendo implacável com muitas cidades …

    —————————//—————————-

    Quanto aos programas de TV que reconstroem, etc. eu acho o Huck o melhor, e sinceridade … ao ouvir os comentários sobre pessoas que processam o programa depois de terem sido ajudadas!!! me deixou P. da vida … é por isso que essas pessoas tem que se fuder muito na vida… quando alguem… independente de fazer para gerar ibope… de alguma forma tenta ajudar.. mas a pessoa só fez cagada na vida, continua fazendo e perde tudo que ganhou, ainda querer processar o programa … tá de sacanagem … é a velha história do geitinho brasileiro de querer se dar bem a qualquer custo que faz com que muitas pessoas desanimem de tentar ajudar…
    Infelizmente, essa marca do nosso povo somente faz com que os poucos que tentam ajudar parem de fazer isso…

    —————————-//—————————-

    Em uma viagem eu e minha noiva fomos numa lanchonete e tinha um menino pedindo comida, passamos por ele compramos nosso lanche, eu dei minhas batas para ele, compramos um refrigerante e demos para ele, na hora de sair, minha noiva perguntou se ele tinha gostado e se queria mais alguma coisa, ele meio sem jeito pediu um sundae.. e fomos lá e compramos, na hora que entregamos para o menino, a cara de satisfação misturada com a surpresa de alguem ter dado a ele algo que ele pediu e não uma esmola, foi impagável, foi uma das maiores satisfações da minha vida!!!
    —————————-//—————————-

    Esses dias minha noiva encontrou uma mulher na rua vendendo pano de prato, so que na hora que a mulher ofereceu, ela deu o dinheiro e não quiz os panos de prato, e a noite ela se arrependeu de não ter pego, na mente dela foi como se tivesse desvalorizado o trabalho da mulher e dado esmola.

    Muitas vezes confundimos, ajudar alguem, com dar esmola.
    Ajudar, é fazer de bom grado, um ato que traga a outra pessoa felicidade, e não simplesmente, tirar um dinheiro do bolso e dar para que aquela pessoa para de nos importunar… acredito que a maioria (inclusive eu) pensa assim, vou dar o dinheiro para que a pessoa saia de perto…

    Enfim… ótima iniciativa de vocês por fazerem um podcast com esse tema!!! parabéns!

  25. Almighty disse:

    Vocês são piratas de bom coração!

  26. Parabéns galera do Baú Pirata por abordarem um tema diferente no podcast. Vocês estão sempre tentando trazer temas diferentes a cada edição.
    Falando sobre o tema, eu sou voluntário desde Abril de um Instituição chamada Laramara – Associação Brasileira de Assistência ao Deficiente Visual, onde dedico 4 horas semanais para auxiliar alunos cegos ou com baixa visão nos cursos de informática que a Instituição oferece.
    Essa, como outras Instituições, sempre necessitam de voluntários porque a demanda é muito grande. Quem quiser conhecer a Laramara deixo o site: http://www.laramara.org.br.
    Só que é ou já foi voluntário sabe o quanto é importante esse tipo de trabalho, não só pessoalmente, mas também profissionalmente. Desde que comecei a voluntariar minha rede de amigos e negócios aumentou muito, abrindo portas para várias oportunidades pessoais e profissionais.
    Enfim….SEJA VOLUNTÁRIO!
    Abraços

  27. Como disse na mensagem qeu mandei para o Jabour_rio, achei muito interessante o tema do podcast. Muitas vezes achamos que nossas ações não fazem diferença, porém praticamente todas as decisões que tomamos acabam afetando a vida das outras pessoas, seja de forma positiva ou negativa.
    Do meu ponto de vista podemos ser voluntários através de pequenas ações, afinal não custa nada dar um sorriso para alguém, mesmo que seu dia possa estar sendo uma merda.

    Um abraço, e continuem fazendo esse ótimo trabalho.

  28. Ernani José - 25 anos - Santa Maria - DF disse:

    E ae piratas do bau, esse cast achei muito legal, pois agente fica sabendo de muitas obras que sinceramente não sabia, já doei sangue uma vez e acho que vou doar mais vezes não pelo dia de folga que agente ganha no trabalho mas sim por ajudar o proximo, aqui no Distrito Federal está uma propaganda enorme para concientizar sobre a doação de sangue vou fazer minha parte, também como o esquilo falou sobre pequenas ações do dia-a-dia, como está entrando no elevador e segurar a porta e chamar a pessoa caso ela esteja destraida, segurar a porta, dar a vez para a pessoa entrar na sua frente ainda mais se for uma mulher bonita, no telejornal daqui passou também sobre a reciclagem das sacolinhas plasticas e vou colocar o link do site para vocês darem uma olhada http://www.sacolinhasplasticas.com.br/ abraços piratas do bau

  29. Will Santos disse:

    Opa! essa foi a primeira vez que ouvi o Piratacast e me surpreendeu positivamente, foi diferente de tudo que eu poderia imaginar, parabéns.

    Quanto ao Extreme Makeover, uma das coisas que eu sempre gostei desse programa que não é simplesmente refazer, eles usam a criatividade para montar os cômodos, mostrando não só o altruísmo, mas o talento dos envolvidos, e que as familias não são simplesmente “fudidos” muitas vezes mesmo sem ter muito a familia, ou algum membro ainda ajuda a comunidade de alguma forma.

    flw, e sucesso para vocês.

  30. Olá Piratas do Bem.
    Demorei mais voltei sei que deveria agradecer a vocês sempre que desse mas como escrevi da outra vez no e-mail / comentário lido no papo pirata 9, cada vez o tempo fica mais escasso, sou aquele ouvinte que nunca havia comentado e que agradeceu a todos do Filecast e do Piratacast. E muito obrigado mesmo por terem lido meu e-mail pena não ter tido tempo para agradecer a vocês de novo, coloquei toda a familia e amigos para ouvir a leitura e todos passaram a ser fãs desse super Podcast e com esse tema fico cada vez mais feliz de ter apresentado vocês a várias pessoas, acho que já é uma forma de fazer uma boa ação para os outros porque com o conteúdo desse número 14 vocês se superaram e digo foi um dos podcasts mas emocionantes, sérios e ao mesmo tempo divertido que já ouvi, e acredito que se cada um de nós fizéssemos um pouco disso que vocês apresentaram durante esse maravilhoso debate não precisaria de campanhas somente na época do Natal porque as pessoas ao longo de seus dias ficariam sendo verdadeiros Papais Noeies durante todo o ano. Acho que vocês provaram ser valorosos Elos dessa Corrente do Bem e que espero que tenham conseguido tocar bem no fundo (no bom sentido é claro) os ouvintes para que todos façam a sua parte para um Mundo melhor para todos nós.
    É uma pena que só hoje pude ouvir o programa e mesmo sabendo que meu comentário já está atrasado e que a essa hora já devem estar colocando o papo pirata 14 no ar fica aqui mais uma vez os meus sinceros agradecimentos a toda essa equipe que sou realmente fã cada vez mais.

  31. FrankCastle disse:

    E aí pirataiada,
    .
    Vocês sabem que, mesmo estando menos ativo nos comentários, sempre acompanhei todos os episódios do Piratacast e digo com convicção: Este é o MELHOR episódio do Piratacast até o momento!
    .
    No começo, o papo não estava me agradando muito, mas a discussão foi evoluindo muito. Sinceramente, queria ter ouvido 2 vezes (ainda vou fazer isso) esse episódio antes de comentar, para poder pegar todos os ganchos e detalhes discutidos, mas para não correr o risco de ficar sem participar da discussão, vou ir postando conforme eu for lembrando:
    .
    RECICLAGEM
    Acho que é uma das coisas mais importantes no mundo atual. Muita gente acha ruim ver aquelas pessoas puxando um “carrinho” cheio de papelão, mas é graças à estas pessoas que muita coisa que viraria lixo é reciclada! Acho que o trabalho deles é muito importante para nós, pena que não é tão rentável para quem está na base dessa pirâmide de reciclagem.
    .
    ALTRUÍSMO EGOÍSTA
    Acho que o altruísmo existe, mas na maioria das vezes ele é egoísta. Pois até mesmo a pessoa que, de repente, não ganhe nada por uma boa ação que faz, só o faz porque acredita que isso irá lhe reservar um “lugar no céu”. Ou seja, ela não está fazendo aquilo pensando no “próximo” e sim para si mesma. Faz isso por medo de ir para o “inferno”, faz isso por que tem medo na hora do “acerto de contas com deus”. Se não houvesse esse temor, talvez nunca fizesse nada para ninguém.
    .
    VALOR SIMBÓLICO
    Acho legal ao invés de simplesmente dar de mão beijada alguma coisa, colocar um valor simbólico (sem lucro). Um exemplo legal disso é o programa “BOM PRATO”, que existe em algumas cidades, é um restaurante popular direcionado para moradores de ruas onde a refeição custa R$ 1,00. Mesmo que o cara ganhe muito pouco catando papelão, ele terá “poder de compra” para uma refeição pelo menos, isso aumentará sua auto estima, pois ele vê resultado no seu esforço
    .
    PROGRAMAS SENSACIONALISTAS (Caso Gugu/Natanael)
    Na época em que eu ainda assistia TV, certa vez o Gugu fez um quadro chamado sentindo na pele, onde ele se vestia de mendigo e ia catar latinhas, essas coisas. Ele vai comprar um marmitex (prato de comida), mas faltam alguns centavos para completar o valor. Eis que surge Natanael, outro mendigo, catador de latinhas e num gesto caridoso lhe dá algumas moedas para Gugu completar o valor e conseguir comprar comida. Gugu se emociona e se surpreende com a atitude de Natanael. E acho que todos já sabem: ele ganha um monte de coisas, Gugu manda ele de volta para sua terra natal, lhe dá casa, mobília, uma dentadura (Natanael era banguelo).
    .
    Pois bem, passado algum tempo, Natanael se envolveu no crime (em drogas também se não me engano), vendeu tudo, até mesmo a dentadura! Deu “mó merda”
    .
    O ponto em que quero chegar, é que ficar fazendo muitas doações desse jeito, ao invés de ajudar, pode é piorar a situação da pessoa. Pois ela acaba se acomodando. Vejo muitas pessoas que se acomodam e não trabalham, pois sempre recebem ajuda financeira e doações até de coisas que não são de primeira necessidade.
    .
    Sendo assim, uma pessoa dessa pensa: “Pra que eu vou trabalhar, se na situação que me encontro, estou ganhando várias coisas que mesmo trabalhando talvez nunca conseguiria comprar?”
    .
    VOLUNTARIADO
    Até acho legal certos trabalhos voluntários, mas acho que não devemos tomar para nós, uma responsabilidade que é do Governo.
    .
    Uma vez, me aconteceu uma situação bem peculiar, estava eu comprando uma camiseta sem mangas de R$ 7,00 para fazer corrida. Estava no Wal Mart, daí na fila do Caixa, vejo algumas pessoas com coletes amarelos e com alguns pacotes de alimentos nas mãos. Uma moça bonita me abordou e explicou que eles estavam arrecadando alimentos para mandar para os flagelados do Nordeste, mas que o Wal Mart não doava nada, apenas permitia que eles ficassem alí para pedir para as pessoas.
    .
    E então me disse: “Ajude aí, vai! Te garanto que essa camiseta que você está levando aí é mais cara do que este pacote de feijão aqui!”
    .
    Fiquei muito puto, isso para mim é uma falácia! O que tem a ver minha camiseta genérica com isso? Se for usar esse argumento para tudo é fácil né? Mesmo assim, peguei a porra do pacote do feijão e passei no caixa, na saída, ficavam outros voluntários arrecadando os alimentos já pagos, quase que levei o feijão pra casa, mas resolvi doar pra eles.
    .
    Não tenho nada contra este tipo de trabalho, mas acho que devem saber como abordar as pessoas.
    .
    ESMOLA / AJUDA
    Não dou esmola, dinheiro é algo sujo. Muita gente vai comprar cachaça ou drogas. Se alguém passar em casa, pedindo comida, não nego, mas dinheiro não dou!
    .
    Uma vez esta comprando um “churros” e uma garotinha veio me pedir dinheiro. Falei “Dinheiro, não dou, mas se quiser te pago um churros”. Ela aceitou, paguei o churros pra ela.
    .
    DOAÇÃO DE SANGUE VS EGOÍSMO / RELIGIÃO / FOLGA NO TRABALHO
    .
    Acho a doação de sangue algo muito importante, independente de ser feita por interesse ou não, ela ajuda quem precisa. A primeira vez que doei, foi para uma garota com Leucemia, depois disso sempre doava e fazia o número máximo de doações por ano. A maoria das pessoas que eu ouvia dizendo que iriam doar era para faltar no trabalho.
    .
    Infelizmente, não posso mais fazer doações, devido a um transplante de córnea que fiz (as regras da fundação pró-sangue são muito rígidas). Recomendo que você faça doação se estiver afim e o mais importante NUNCA FAÇA DOAÇÃO para saber se está doente, isso pode prejudicar outras pessoas. SEMPRE responda dizendo a verdade na entrevista antes da doação.

    Agora uma coisa que me deixa muito revolta são pessoas egoístas. Uma vez divulguei alguns panfletos onde trabalho e uma colega disse que não doa sangue, porque acha que irão pegar seu sangue e vender, disse que uma vez seu pai precisou de sangue e houve algum tramite (era hospital particular). Informei que isso não procede e mesmo que fosse verdade, eu sinceramente não me importo se vão pagar pelo meu sangue ou não, acho que isso não deveria acontecer, mas se for para salvar a vida de uma pessoa, não me importa se ela é rica ou pobre, etc…
    .
    E o que me revolta ainda mais são religiões como a “Testemunhas de Jeová”, onde não permitem que seus adeptos recebam doações, houve uma vez um caso de uma mulher que estava a beira da morte, o Marido disse que não iria permitir transfusão porque a Religião não permitia. O médico, por sua vez, fez o que achou certo: deu andamento na transfusão e salvou a vida da mulher. Como agradecimento recebeu um belo soco no olho do marido da mulher.
    .
    ASSISTENCIALISMO / PROGRAMAS DO GOVERNO
    Muitas vezes, há muita burocracia nesses programas assistenciais do governo, mas acho que ela se faz necessária, pois existem muitas fraudes. O Brasileiro sempre tem a cultura de querer levar vantagem em tudo. Fico puto em ver gente que tem condições de pagar um remédio, por exemplo, mas faz questão de ficar pegando fila e preenchendo formulários só para pegar de graça e economizar uns trocadinhos, equanto isso, uma pessoa que realmente precisa do remédio e não tem condições de comprar fica sem.
    .
    COISAS NÃO MATERIAIS
    Acho que muitas vezes, só pensamos em esmolas, dinheiro… mas o que muitas vezes uma pessoa largada na rua quer, é ser ouvida, conversar com alguém. Pois pior do que a situação degradante em que ela vive é fato de ser ignorada e ser tratada como um animal.
    .
    PEQUENAS AÇÕES NÃO MATERIAIS QUE PODEM FAZER TODA A DIFERENÇA
    Certa vez um amigo me disse isso e fiquei com isso na cabeça. “Se ver algo legal em uma pessoa, não guarde para si, elogie a pessoa, pois muitas vezes essa pessoa teve um dia difícil, está passando por vários problemas e um simples elogio, pode mudar o dia dela (ou a vida dela) para melhor”, pense nisso, hehe 😉
    .
    QUANDO AJUDAR, SIGNIFICA NÃO AJUDAR
    Algumas vezes, acho melhor não ajudar, pois senão a pessoa nunca aprende a lição, nunca irá se superar. Tem um exemplo que aprendi na época em que assistia “Malhação” (fase do Marcelo/Joana, heheh), tinha um cara que era alcoólatra, sempre que ele ficava caido pela casa, sua esposa e sua filha o ajudavam, limpavam, mas o sujeito nunca tomava jeito. Então sua mulher decidiu mudar a tática: uma vez ele ficou caído no chão da sala em cima de seu próprio vômito, ela o deixou lá, mesmo com sua filha querendo ajudá-lo, ela não deixou. E quando ele acordou naquela situação deprimente, em cima do próprio vômito, aí que se tocou e começou a tomar jeito.
    .
    Acho que se a pessoa faz a cagada e sempre tem alguém para arrumar, ela sempre vai continuar fazendo merda.
    .
    Sou um cara que prefere prevenir do que remediar. Sempre dou conselhos para os meus amigos, os alerto das coisas, mas muitos não me dão ouvidos. E aí quando dá merda, recorrem a mim, na certeza de que vou ajudá-los, mas muitas vezes, limitou ou veto a ajuda, pois às vezes as pessoas tem que sofrer as consequências de seus atos para refletirem e melhorarem. Sem contar que se não fizer isso, acabam se acomodando e você acaba tomando para si, problemas e responsabilidades que não são suas.
    .
    Mil desculpas pelo texto ENORME, mas não podia deixar de comentar algo tão bom como foi este cast.

  32. FrankCastle disse:

    O Alan Balonista falou sobre essa questão de muitas pessoas só serem boazinhas no Natal. Isso me fez lembrar de um post que fiz no meu blog em Dezembro de 2008, acho que ela complementa um pouco sobre o que falei, se alguém quiser dar uma lida:

    http://frankcastiglione.wordpress.com/2008/12/22/7-feliz-falsidade/

  33. FrankCastle disse:

    Tranquilo, Jabour!

    Valeu!

    Opa e quando sai o PP? 🙂

    Um abraço!

  34. Muito bom o podcast!

    Terça-feira agora eu tava trabalhando, né, e já tinha ouvido o programa.

    Daí eu vejo uma senhora com uma caixa gigante na mão, sozinha, tentando abrir a porta do carro.

    Fui até ela e ofereci ajuda.

    Eu não queria nada em troca, nem me sentir bem de volta por ter ajudado alguém nem nada disso. Só não queria que a senhora ali tivesse tanta dificuldade pra passar por aquela situação.

    Fato é que ela foi tão agradecida, feliz e satisfeita com minha ajuda, transparecendo isso no agradecimento, que eu me senti bem pra caralho o resto do dia.

    Vejam bem, minha atitude inicial não visava nada pra mim mesmo.
    Entretando, tive algo no fim.

    Isso acaba com a teoria de que "o altruísmo não existe" ?

    Abraços piratas!

  35. Ednaldo disse:

    Nossa, adorei esse Cast, muito cabeça. Acho que todo mundo deveria ser voluntário pelo menos uma vez na vida pra aprender alguma coisa e como vocês disseram, pra pessoa ter algo em troca, no caso se sentir bem.
    Abraços, eu adoro o Piratacast.

  36. Flávio Murta disse:

    Parabéns pelo site, pelo podcast e pela genialidade (e coragem) na abordagem do tema. Gostei desse estilo de piratacast mais sério, poderiamos ter mais…

  37. […] Nesse Papo Pirata 14, discutimos tudo o que rolou nos comentários sobre Papo Pirata 13 e Piratacast 14 – O Poder é de Vocês!. […]

  38. […] – Farrazine 21 – E-farsas no Justin.tv – De homem para homem – Bermudacast, no Profissional de Bermuda – De Homem Para Homem – Piratacast 14 – O poder é de vocês! […]


    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .