Facebook do Piratacast Twitter da Equipe Piratacast TV do Bau Piratacast, Diário de Bordo e Papo Pirata Feed do Site Feed do Podcast Assine no Itunes Entre em Contato

A Fama dos Desconhecidos!

23 / nov / 2009
Convidado Pirata


Nós seres humanos, e principalmente a interação entre nós mesmos, somos sempre complexos, sobretudo quando falamos de poder, de influência, de formação de opinião. Questões que envolvem esses aspectos citados normalmente envolvem intrigas e em casos mais extremos geram até mesmo guerras entre aqueles que detêm esse suposto poder. Uma vez que o controle sobre as massas realmente é uma característica que tem um grande potencial para ser escandalosa.

As pessoas que realmente exercem uma influência, positiva ou não, são consideradas pessoas públicas, e a imagem que elas transmitem tem um valor e uma dimensão que atinge a maioria da população. Falando de algo mais cotidiano, as celebridades que hoje influenciam seus fãs a irem a seus shows, a assistir a um filme no cinema, a perderem horas na frente de uma TV recebendo ali um turbilhão de idéias que provavelmente terão repercussão entre os milhares ou mesmo aos milhões que simultaneamente, ou não, têm aos pouco sido moldados pelas idéias “vendidas” por seus ídolos.

Calçada dos Blogueiros

As celebridades vivem uma vida bastante conturbada, pois, apesar de todas as regalias, vivem cercados a todo o momento, perseguidos por fotógrafos, fãs e etc. E a qualquer momento, num descuido qualquer, surge uma polêmica, uma avalanche de especulações e críticas, artigos em revista, notícias em jornais, resumindo, uma grande confusão. Porém isso, apesar de incômodo, é algo que se entende facilmente. Uma pessoa que se exponha numa proporção nacional ou internacional, sempre será alvo de curiosos, é uma questão de lógica.

Depois dessa ilustração real sobre as celebridades reais, iremos ao que nos interessa nesse artigo.

Atualmente, com essa revolução da Web 2.0, Twitter e tudo mais, é comum aparecerem uns e outros que se consideram também celebridades, pelo simples fato de terem um número X de visitantes em seus blogs, ou o número exorbitante de followers no Twitter. Eu não quero aqui contestar a legitimidade de ninguém, muito pelo contrário. A questão proposta é justamente até que ponto essas pessoas são realmente influentes, e se isso permite que elas tomem certas atitudes que às vezes nem mesmo os grandes manipuladores da mídia tomam.

É comum ver blogueiros que se dizem relevantes, famosos e etc., serem criticados e talvez por faltar maturidade ou equilíbrio, não conseguirem transformar aquela crítica em algo positivo para si partindo para uma reação agressiva, a fim de desmoralizar e tentar invalidar aquela crítica e ridicularizar quem o criticou.
A Chave do Sucesso É claro que há situações em que alguns dos que criticam têm a intenção apenas de fazer baderna ou de prejudicar, porém em sua maioria os intocáveis e relevantes seres superiores se enchem de razão e esquecem que ao se expor, ao mostrar sua opinião para os outros, estão se sujeitando à reprovação de alguns, e que isso de forma alguma deve ser considerado algo negativo, pois é praticamente impossível agradar a todos. Não adianta querer bater o pé, não adianta dizer palavras ásperas, pois se nem mesmo as celebridades de verdade conseguem se livrar da crítica e da reprovação, que dirá as sub-celebridades que se orgulham por terem 1000 visitas diárias em seus blogs e julgam, erroneamente, que todas elas devem concordar com a idéia que o seu respectivo blog tenta “vender”.

Lembremos que há uma diferença grande entre alguém que não consegue ir ao supermercado sem ser notado e reconhecido por fãs e etc., e daquele cara importantíssimo cuja opinião vale alguns centavos (mesmo as que valem dólares), mas, ao andar por um Shopping Center não são nada além de meros transeuntes. E a diferença se resume no fato que o alcance e a tal relevância que circula um artista famoso está muito além do circulo social “internético” em que um blogueiro se estabelece. E é por isso que não adianta dar chilique, não adianta o “Block”, não adianta banir. O blogueiro revoltado continua sendo um transeunte desconhecido e que ainda não cresceu o suficiente pra receber críticas e o que é pior, não percebeu que eles, no caso dos probloggers (Blogueiros que ganham para Bloggar) sobrevivem das críticas, e alguém equilibrado jamais irá boicotar algo que provê seu sustento.

Voltarei agora para o meu particular anonimato. Fiquem à vontade para criticar, vai me ajudar a escrever melhor da próxima vez!

A Chave do Sucesso

Olá pessoal, meu nome é Lázaro Santos, meu nick é Lázarus! Eu sou novo na tripulação e acredito que poucos ou ninguém deve me conhecer ainda mas eu espero que gostem dessa coluna e que comentem o que vocês estão achando! Vocês podem também, caso haja o interesse, me acompanhar pelo Twitter e também por lá darem a opinião de vocês e de modo geral interagir! Abraços a todos!

Categoria(s): Motim

6 marujos comentaram até agora...

  1. .
    .
    Eu acho essa coisa da "fama subir à cabeça" uma coisa muito escrota… O cara começa levando na boa e até implorando por comentários no seu blog e depois que consegue alguma relevância muitas vezes começa a escrotizar quem veio muitas vezes dar um feedback que nem sempre será um elogio…
    .
    Legal o texto Lázaro… Valeu pela boa vontade de contribuir com o site…
    .
    .

  2. Lázarus disse:

    Pois é, essas pessoas esquecem de como começaram, de onde vieram. Sem contar que a fama internética é muito restrita a ela, e portanto não há motivos para se achar superior a ninguém!
    De nada cara, eu que agradeço pelo espaço!

  3. iskilo666 disse:

    Pegou ai no calcanhar de aquíles da galera, princpalmente no que eu chamo de “Síndrome dos Ovos de Ouro”. Pessoal não pode conseguir ganhar nada, que senta em cima e briga pra ninguém triscar, pois sabe da dificuldade de manter esse ganho, principalmente com a volatilidade da internet.

  4. Jackson disse:

    Assino embaixo. Inclusive algumas celebridades da blogosfera/podosfera, caras bem famosos mesmo, mostram um desequilíbrio emocional inacreditável quando recebem a mais reles crítica…

  5. Turd Ferguson disse:

    nem li
    tem menos comentários que o conto do Hob


    .
    @jabour_rio, @iskilo666, @junior_cq,
    @cleverson, @piratacast, @baupirata