Facebook do Piratacast Twitter da Equipe Piratacast TV do Bau Piratacast, Diário de Bordo e Papo Pirata Feed do Site Feed do Podcast Assine no Itunes Entre em Contato

Muitos devem estar se perguntado a razão do BauPirata.com estar falando tanto do MSX, por não entenderem a real importância que essa plataforma teve no Brasil e no mundo. Você deve estar pensando que agora “o Junior pirou de vez”, então vamos aos fatos:

Criado em 1983, foi desenvolvido por Kazuhiko Nishi, vice-presidente da ASCII Corporation e a Microsoft (sim sempre ela) e vinha com uma versão do Basic gravado na Bios. MSX O padrão MSX é baseado no microprocessador Z-80A (Zilog) de 8 bits, com um clock de 3,58Mhz com 64Kb de Ram. Havia também um processador para vídeo com memória de 16Kb, independente da memória principal, e endereçada diretamente por esse processador que era capaz de reproduzir 16 cores (nessa época o pc só reproduzia 4) e outro para o áudio com 3 canais de som. O que pode ser comum hoje, na década de 80 era uma novidade que se tornou o padrão que usamos hoje em dia.

Além do MSX1 que chegou ao Brasil através da Gradiente com a linha Expert e da Sharp com a linha HotBit, existiram mas 3 modelos:MSX O MSX2 e o MSX2+ de 8bits e a versão de 16bits, só lançada no Japão, e chamava-se MSX Turbo-R. Este era 10 vezes mais rápido que o MSX2+, e chegava a contar com “até 512Kb” de memória Ram. Você deve estar pensando: “Mas até ai nada…”. Calma que isso é só a introdução, agora é que vem o recheio do bolo: A plataforma MSX foi a primeira a utilizar os disquetes de e, pasmem, foi a primeira plataforma a utilizar o CD-Rom e ainda definiu o termo multimídia muito antes dele ser levado aos PCs e Macs.

MSX

Até agora só estamos falando do Hardware, mas nos Softwares ele também se destacava. Existia de editores de texto a sintetizadores de som pra ele sem falar dos jogos, que na época eram um espetáculo à parte. Várias empresas se popularizaram devido ao MSX como a Konami que produziu centenas de jogos para plataforma, tendo inclusive lançado o primeiro “Metal Gear” em 1987 e o “Metal Gear 2: Solid Snake”  em 1990. Entre os seus desenvolvedores estavam também a Sony, Sega e várias outras.

MSX

Além disso tudo, o MSX foi aqui no Brasil o sonho de consumo de 10 entre 10 Nerds da faixa dos 30 anos hoje,  sendo para muitos o primeiro contato com computadores. Hoje em dia a comunidade de fãs da plataforma, continua a produção de jogos e programas além de sistemas operacionais como Uzix e SymbOS, sendo possível hoje até mesmo acessar internet com o MSX.

MSX

Assista a entrevista do André Tavares, um fã incondicional da plataforma, e entenda um pouco dessa paixão .

Categoria(s): MSXinRio, VideoCast

3 marujos comentaram até agora...

  1. Daniel Cazelli disse:

    Deveria ser maneiro mecher num MSX na quela epoca, infeliznmente eu não cheguei a pergar um MSX para mecher, porque alem de ser novo pois nasci em 90 nunca tive tanto interesse em mecher e quando eu peguei o meu primeiro pc já não existia mais o msx em modelo comercial.

  2. Snowmeow disse:

    Me lembro dos MSXs à disposição da garotada para jogar com os “joguinhos” numa exposição de informática que tinha numa escola particular aqui em Penápolis. Bons tempos… Eu jogava muito, e cheguei a pedir um desses, mas o dono já tinha mandado tudo pro lixão…

    Se o MSX continuasse a evoluir até hoje, o monstro que não teria sido, hein?


    .
    @jabour_rio, @iskilo666, @junior_cq,
    @cleverson, @piratacast, @baupirata