Facebook do Piratacast Twitter da Equipe Piratacast TV do Bau Piratacast, Diário de Bordo e Papo Pirata Feed do Site Feed do Podcast Assine no Itunes Entre em Contato

É proibido. Ficou excitada(o)?

27 / jun / 2009
Convidado Pirata


Que tal sexo em locais públicos pra variar um pouco? Vou dar algumas idéias e alguns relatos reais pra quem estiver afim de apimentar o relacionamento.

Na hora do tesão não existe momento “pare”, “pense” ou “siga”. Existe uma atração (quase esquecemos de respirar) não importando onde se está naquela hora. A respiração se intensifica no decorrer das carícias, os corpos esquentam, não existe mais ninguém, só beijos molhados e toques cada vez mais indiscretos até mesmo prestes a ser pegos como em um muro a luz do dia:

“Transamos no muro de uma escola e o pior que tinha gente perto e não perceberam. Como estava de saia só coloquei a calcinha pro lado, foi muito bom aquela sensação de medo com prazer até gozarmos.” Morgana, 28 anos, RS.

Uma praia talvez?

Fernanda, 34 anos, SP me revelou: “Amooo praia. É a combinação perfeita. Voltavamos de um lual, era de madrugada e paramos o carro numa praia deserta… A sensação foi de liberdade e de fazer o que a gente quisesse misturado com o tesão que sentíamos. Nem pensamos no risco, por que a praia era deserta, e quando isso passava pela nossa cabeça dava mais vontade de fazer… O libido aumentava, mas sempre com meus olhares atentos pra nao sermos pegos no ato.”

Vamos concordar que excita mais saber que estamos proibidos de fazer algo, aí sim aguça a vontade. Infelizmente não é sempre que o tesão só aparece em cima da cama, por isso a possibilidade de fazer na hora se torna mais excitante, quando é primordial para ambos. Particularmente um olhar dizendo: “quero você agora”, já faz esquecer qualquer retorno para casa ou a um motel mais próximo, aumentando a vontade de “agir” no momento e procurar um local ideal para nos “escondermos” ou permanecermos discretos até terminar o tesão repentino e agoniante.

Considerando que sexo não é apenas o coito, mas qualquer forma de levar o(a) parceiro(a) ao êxtase, como sexo oral, já é perfeito. Isabella, 23 anos, SP: “Eu estava com meu namorado, e não tenho ideia de que filme fomos assistir. O cinema era daqueles meio antigos e nao tinha muita inclinação. Quem sentava na frente nao tinha noção do que estava se passando no fundo e não tinha câmeras ainda. No meio do filme, como sempre, estávamos nos pegando, e beijando muito… o cinema não estava muito cheio então aproveitamos pra nos divertir um pouquinho mais. O clima foi esquentando, o tesão aumentando e rolou um sexo oral. Foi bem tranquilo, mas muito, muito excitante, pois corríamos o risco de alguém nos pegar.”

Não precisa ser em algum lugar público, também pode ser um lugar arriscado, como me contou Guilherme, 22 anos, SP: “A mãe da minha namorada tinha ido viajar. Ela me ligou e disse que estava sozinha e perguntou se eu estava afim de ir à casa dela. Claro que fui né? Chegando lá, perguntei pra ela: Na cama da sua mãe? E ela respondeu: Sim é bem mais confortável e menos barulhenta. Eu disse então: ok. Perguntei antes de entrarmos no quarto: Sua mãe foi pra onde? Ela volta logo? Ela me respondeu que não e que ela havia viajado 1 dia antes e só voltaria pela tarde. Estávamos no bem bom, eram umas 10 hs da manhã e quando chegou às 11 hs nós escutamos o barulho do portão abrindo. Nos vestimos super rápido e saímos do quarto da mãe dela, eu corri para o PC na sala fingindo que estava arrumando algo. A mãe dela abriu a porta e no mesmo instante já perguntou: Fulana quem está aí? Ela respondeu: É o Guii mãe. Enfim, por sorte conseguimos ter uma transa até o final antes da mãe dela chegar, mas meu coração disparou pensando que ia ser pego.”

Como vimos nos relatos acima, todos sentem mais tesão no momento em que sabem que estão correndo riscos, o que torna a aventura mais excitante e com desejo de mais desafios. O risco de ser pego em qualquer lugar independente da hora é muito perigoso pelo menos aqui no Brasil. Já na Holanda as coisas estão bem mais fáceis pelo menos em parques públicos, como afirma Van Grieken vereador do distrito de Oud Zuid em Amsterdan. “O ato sexual não poderá ser feito perto dos parques infantis e outros locais onde haja um grande número de crianças e os preservativos usados terão que ser colocados no lixo mais próximo. As 2 ou mais pessoas que estiverem no meio do ato sexual deverão também controlar seus sons.”

Algumas pessoas ainda acham que não se deve fazer isso mesmo estando liberado por alguma lei, como Ana Paula, 30 anos, RS afirma: “Fazer sexo é algo prazeroso, entretanto, o local influencia no clima. Por isso, se considerarmos a praia ou algo do gênero público é encantador. Mas se a opção for o prazer de sentir perigo tem que ser algo como um elevador, mesmo sendo um clichê. Agora será de profundo mau gosto e sem imaginação pra não dizer outra coisa, lugares como praças de cidade.”

Fico por aqui, mas gostaria de saber o que vocês acham de sexo em locais arriscados ou públicos? Já fizeram? Como foi? Deixem um relato sobre suas opiniões, experiências e se tiverem alguma sugestão, melhor ainda.

Até sábado que vem pessoal!

Categoria(s): Ponto X

15 marujos comentaram até agora...

  1. .
    .
    .
    Realmente a sensação de poder ser pego há qualquer momento torna o momento mais excitante… Já aconteceu de eu "namorar" em lugares muito doidos como na casa da namorada, praia, praça, estacionamento de shopping então era de lei…
    .
    Hoje eu não me arrisco tanto (não sou mais muleque) e fora que no Rio de Janeiro não dá pra ficar de bobeira na rua, ainda mais se você estiver pelado e for pego desprevinido por algum ladrão. Infelizmente a violência da rua influencia diretamente no nosso comportamento e acaba que atrapalha esses rompantes sexuais…
    .
    Deixo aqui uma sugestão, Xis… Que tal falar de motéis? São os lugares perfeitos pra deixar a imaginação correr solta… Valeu!
    .
    .
    .

  2. Cleverson disse:

    Pô Jabour, motel? Motel é muito "lanchinho" cara. Anyway…

    De "brincadeiras" em lugares públicos eu tenho umas histórias ae… não vou detalhar demais pra não queimar pauta de algum possivel futuro cast, mas já rolou na praia, no porta-malas do carro, no ônibus voltando da aula e no banheiro da faculdade.

    =D

  3. Vou acabar me mudando prá Holanda.

    Adorei o post. Valeu.

  4. julia canto disse:

    ae x adorei a coluna de hoje ,bom sobre transar em lugares publicos eh muito emocionante mesmo ja fiz varias veses a sensaçao de prazer com medo , sexo oral dentro do carro eh muito normal pra nos .bjus
    x parabens tudo de bom vc merece.

  5. LexHorv disse:

    Nessa o X foi a fundo hein! Pensei logo quando começou a coluna que seria mais dicas na hora da conquista, o flerte, como agradar, mas essa foi demais. Tá de parabéns meu amigo!

  6. Luciano Neo disse:

    To adorando a coluna!! Essa realmente foi "inspiradora", hehe… ja passei por algumas experiencias na praia, piscina cheia de gente, até numa pescaria no meio do mato xD … muito bom.. e faz tempo q nao faço isso… vou ver se consigo alguns momentos desses denovos ^^
    Abraços!

  7. André Zuil disse:

    .
    .
    Porraaa cara, a Coluna do Xis, só que melhora… Esse assunto então é ótimo, instiga nossa imaginação de forma positiva e muito "inspiradora"!! rsrsr..
    .
    nessa área realmente minhas experiências são muito poucas rsrs, posso dizer que praticamente todas se passaram no carnaval (claro, ótima epoca para sexo sem culpa ou remorso rsrsr)sempre tem aquele canto escuro, estacionamento e árvores por perto, carro também ajuda muito.
    .
    acho a ideia do Jabour de motel legal cara, porque tem sempre situações inusitadas que podem acontecer, desde procura vagas em 3 ou 4 e ir no carro mesmo… baratinha olhando (sim, motel por aqui tem de todo tipo)…e aquelas brochadas épicas.. rsrs
    .
    Xis… qualquer hora a gente se fala.
    Fuizz..

  8. Adri disse:

    O tema é instigante.
    O fetiche de estar em público correndo riscos é excitante.
    A possibilidade de ser visto(a) é o que incita a realização desse desejo inesperadamante.
    Tudo que é proibido ou perigoso é tentador. A sensação do prazer com medo é estimilante.

    Bjs. X

  9. FURiOUS disse:

    Bem interessante essa coluna, X..
    Bom, não tenho nem o que dizer sobre isso, só fazendo que posso descobrir como é a sensação. 😀

    X, grande abraço, continue com suas colunas ^^

  10. Ricardo Ferro disse:

    Caras, eu já aprontei muito por aí. Vou citar alguns locais: sala de estar da casa da namorada, com a família circulando pela casa; cinema; banheiro público; backstage de show de rock; e, mais absurdo até hoje: dentro um museu de arte sacra, atrás de uma cortina enorme!
    Valeu pelo post, me trouxe algumas lembranças do tempo de adolescência.
    🙂

  11. Thelminha disse:

    A coluna está cada vez melhor!
    O tema é excitante e muito legal pra apimentar a relação.
    Muito legal este espaço pq além das dicas da coluna temos a possibilidade tbm de ler os relatos e as experiências do pessoal.

    Bjsss X

  12. Loirinha disse:

    Achei sua coluna simplesmente deliciosa,,,,
    Continue assim,,,
    Bjossssssssssssss

  13. […] pode acabar surpreendendo, ou até mesmo a própria segurança, a não ser que você esteja na Holanda. […]

  14. Dom disse:

    NOssaaa… quanta loucura… já fiz muitas, mas as melhores estão em vc estar dirigindo e a mina fazer aquele oral… depois encostarmos o carro numa rua mesmo, e terminar…
    outro caso foi na facú, dentro da biblioteca , espaço fechado de estudo com divisória, a mina tb chegou a fazer um oral rápido mas extremente excitante, pois o local estva cheio o risco de sermos pego, era muito alto, e com essa mesma mina, transamos atrás de uma arvore no meio da rua….com carros passando.. uma loucura,,,,

  15. Rafaela disse:

    já fiz algumas vezes e já me viram fazendo, mas faria novamente quanta vezes forem necessárias, pois é realmente uma delícia.

    Já me viram 2 vezes, fiquei comedo, mas mesmo assim continuei transando com meu amigo, muito bom.


    .
    @jabour_rio, @iskilo666, @junior_cq,
    @cleverson, @piratacast, @baupirata